Improvisa boia, mas morre afogado | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:

Jovem ignorou o perigo e encontrou a morte na represa
Jovem ignorou o perigo e encontrou a morte na represa

Apesar de todas as recomendações do Corpo de Bombeiros sobre os perigos de nadar em cavas e represas, muitas pessoas ainda arriscam a vida e acabam morrendo afogadas. Na manhã de ontem, 24 de setembro, por volta de 10 horas, o jovem Tiago de Sena Xavier, 18 anos, morreu afogado ao tentar nadar com uma boia improvisada na represa do Passaúna. Pra piorar ainda mais sua situação, Tiago, que estava no local com alguns amigos, não sabia nadar.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o rapaz entrou na água com uma boia improvisada, feita a base de garrafas pet. Ele as prendeu no corpo como se fosse um colete salva-vidas e começou a avançar cada vez mais para o fundo, até que em determinado momento, percebeu que seus pés já não alcançavam mais o fundo. Nesse ins­tante, as boias se soltaram do seu corpo e ele foi puxado para o fundo da represa.

O Grupo de Operações de Socorro Tático (Gost), do Corpo de Bombeiros, foi acionado e teve bastante trabalho para localizar o corpo do rapaz. Foram mais de três horas de buscas, até que o corpo foi localizado e retirado da água.

FOTO: MARCO CHARNESKI

Compartilhe esta notícia: