Pesquisar
Close this search box.

Inscrição para retirar absorvente íntimo de graça pode ser realizada nos CRAS

Imagem de destaque - Inscrição para retirar absorvente íntimo de graça pode ser realizada nos CRAS
Foto: Divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

A inscrição para participar do Programa Liberdade Íntima, que era solicitada antes pelo sistema de autoatendimento no site da Prefeitura de Araucária, agora deve ser realizada diretamente no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo da casa da pessoa interessada. O CRAS irá verificar se a pessoa atende os critérios de elegibilidade e providenciará encaminhamento para a unidade de saúde do usuário, onde será feita a entrega do conforme disponibilidade.

O Programa, que fornece absorventes higiênicos para adolescentes e mulheres em situações de vulnerabilidade, recebeu as alterações em sua execução de acordo com o estabelecido pelo Decreto N° 40.647, publicado no final do mês de abril.

Os critérios para se inscrever no programa são: ser morador de Araucária, ter Cadastro Único atualizado no CRAS e renda de no máximo 1/4 de salário-mínimo per capita. Como o programa visa incentivar medidas preventivas de saúde, também é preciso se atentar às especificações sobre vacinas e exame papanicolau.

A fim de que novas inscritas não sejam prejudicadas ao aderir ao programa, para a primeira retirada dos absorventes não será obrigatório estar com a vacinação e preventivo em dia, porém nas outras entregas sim. A unidade de saúde irá orientar sobre as próximas retiradas e sobre como se manter em dia com as exigências do programa, que incluem: frequentar as atividades de planejamento familiar da Saúde; manter o preventivo em dia conforme orientação da UBS e do Ministério da Saúde; participar de ações de educação em saúde reprodutiva da UBS e estar com calendário vacinal atualizado.

O público-alvo de atendimento do Programa Liberdade Íntima são pessoas que menstruam entre 12 a 50 anos e que tem o fluxo menstrual ativo. Fora dessa faixa etária, é necessário fazer a inscrição e também passar por avaliação de um profissional das unidades básicas de saúde.