Pesquisar
Close this search box.

Irmão Lauro: Alegria completa

Imagem de destaque - Irmão Lauro: Alegria completa
Foto: Divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Jesus Cristo ensinou-nos, na teoria e, na prática, a amar, para que a nossa alegria seja completa. O filósofo Nietzsche escreveu que temos sentido muito pouca alegria, e esse é o nosso maior pecado. Ser feliz é um assunto muito sério.

Nossa maturidade consiste, segundo Nietzsche, em achar de novo a seriedade que se tinha como criança ao brincar. Transparecer a alegria e o encanto das crianças, eis a imagem de Deus! É deprimente ver a seriedade das pessoas adultas indo à missa ou ao culto, ou indo trabalhar, ou indo estudar! 

Se há amor, há alegria, e o mundo se torna um parque de diversões. Se há amor, não há diferença entre ir à igreja e ir ao parque: tudo é celebração! Cada minuto sem alegria é um minuto perdido. Imaginemos uma vida sem alegria! O amor é energia que precisa ser liberada para que produza alegria completa!