Jogador araucariense assina contrato com a Portuguesa Londrinense | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:
Khauan sempre sonhou em ser um jogador profissional. Foto: divulgação

Os times de Araucária estão sempre revelando talentos no futebol. Khauan da Cruz, 18 anos, é um deles. Ele acaba de ser contratado para jogar na Portuguesa Londrinense. E pensar que Khauan estava quase desistindo do futebol, quando recebeu o convite do Gapar Esporte Clube para integrar a equipe, até que veio a oportunidade de fazer o teste no Londrina. “Pensava em parar quando o Alcides me convidou para entrar no Gapar. Lá joguei com atletas mais velhos e experientes e aprendi muito. Mas Deus tinha um plano maior pra mim e conheci o Everton, da escolinha do Atlético, que me levou para a peneira e me hospedou em sua casa. Fui aprovado, mas veio a pandemia e tudo parou”, relembra o atleta.

Diante disso, mais uma vez Khauan pensou em desistir. “Já estava sem esperanças e Deus novamente agiu em minha vida e uma pessoa que nem conheço pessoalmente, do BM Belmor Sport, me colocou em contato com o técnico Knario da Portuguesa de Londrina. Através dele eu fiz o teste e fui aprovado”, relembra o atleta.

O pontapé inicial

Khauan começou a jogar futebol na escolinha Atleta do Futuro da empresa New Holland (CNH) e do Sesi, quando tinha apenas 7 anos. A CNH dava oportunidade para as crianças que não tinham condições de entrar em uma escolinha de futebol. “Foi lá que comecei a dar os primeiros dribles e isso marcou minha vida. Iniciei minha carreira, com professores que sempre acreditaram em mim, me incentivaram e disciplinaram, alimentando o sonho de um dia eu me tornar um jogador profissional”, conta.

Quando tinha 10 anos, Khauan entrou para o Jatobá Esporte Clube. “O Fofão e o Luís Tavares foram anjos na minha vida. Estava difícil treinar, diante da falta de tempo e das condições financeiras, mas enfim deu certo e foi um grande aprendizado. O Jatobá foi muito importante na minha carreira. Lembro como se fosse hoje, dias 8 e 9 de dezembro de 2018, com 16 anos, depois de ter aprendido tanto no Jatobá, tive a certeza que era possível quando fui aprovado na peneira do Araucária Esporte Clube. Comecei a treinar no profissional, e passei a me aperfeiçoar. Aproveitei as oportunidades, disputando o sub17 do Paranaense, onde conseguimos subir para a 2ª Divisão. Até que fui dispensado do Araucária. Depois disso fui para o Uberlândia Esporte Clube, onde também disputei o sub17 da Suburbana de Curitiba, ficamos em 4° lugar. Por fim, mais recentemente joguei pelo Gapar até chegar à Portuguesa Londrinense. Só tenho a agradecer a Deus, meus pais e a todos que me ajudaram a chegar até aqui”, agradeceu Khauan.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1240 – 26/11/2020

Compartilhe esta notícia:


Aproveite, cadastre seu email para receber novidades!

, , , , ,