O jovem Luan Felipe, 24 anos, morador do bairro Capela Velha, trabalha com metalúrgica, mas nas horas vagas, se dedica a sua principal paixão: a música. Usando o nome artístico de LmC, ele lançou no dia 24 de junho, em todas as plataformas digitais, um novo single, que batizou de “Chamado”. Em menos de uma semana, o single alcançou mais de 14 mil visualizações no Youtube.

LmC, wue também é compositor e produtor musical, conta que seu mais novo trabalho fala sobre as dificuldades enfrentadas no dia a dia, sonhos e metas. “O single foi produzido e mixado pelos profissionais 7scally Beats e Jess Beats e nele eu falo sobre a realidade da minha vida. Se hoje estou vivo é porque tenho um chamado”, conta o cantor. Ele diz ainda que seu maior objetivo com esse novo som é ser reconhecido por alguma produtora e buscar espaço para se apresentar em grandes eventos.

Carreira

Luan iniciou sua carreira artística em 2014, no hip hop, e fez diversos shows por Curitiba e região metropolitana, dividindo os palcos com um amigo, conhecido domo Feeh. “Minha identidade no meio artístico é o Trap, apesar de eu também cantar outras vertentes do rap, pois não tenho nenhum preconceito musical. Já cantei Rap, Funck e atualmente canto Trap”.

Na sua história com a música, o jovem acumula outras quatro produções, que receberam o nome de “Pandemia”, “Danger”, “Tomando de Assalto” e “Atenção”, que juntas somam mais de 39 mil visualizações. Apesar do grande alcance do seu talento, o artista solo ainda não conseguiu um patrocínio e seu trabalho continua sendo independente. Por isso sonha em um dia poder ajudar músicos em início de carreira. “Meus próximos passos são viajar a trabalho e conhecer minhas referências musicais, para montar minha produtora e dar oportunidades para novos talentos” revela o cantor.

Confira o single “Chamado” no Youtube https://www.youtube.com/watch?v=-9gr7d-0u6Q. Contatos com o Luan poderão ser feitos pelo fone (41) 99639-1252.

Jovem cantor de Araucária lança nova música no ritmo Trap, O Popular do Paraná
Foto – divulgação

Texto; Maurenn Bernardo

VEJA TAMBÉM

Compartilhe