Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Giovanna não fez cursos de desenho, aprendeu sozinha, e seu talento é impressionante. Foto: divulgação

A mistura de lápis de cores, papel e muito talento faz todo sentido para a estudante Giovanna Flores, de 14 anos, aluna do Colégio Estadual Joana Gurski. Sua vocação artística foi descoberta no 1º ano, por uma professora de uma escola onde ela estudava, em Curitiba e, desde então, Giovanna vem ganhando admiradores. Cores vibrantes e uma técnica natural chamam atenção para os desenhos da jovem. “A professora pegou um desenho que eu fiz em sala e chamou meu pai, ele até achou que eu tinha tido problemas com disciplina (risos). Ela disse que meu desenho era diferente de todas as demais crianças, tinha muitos detalhes. Lembro que desenhei um homem pescando, fiz os movimentos da água e a vara de pescar estava torta, em direção a água, dando a entender que ele tinha conseguido pegar um peixe. A partir daí, meu pai começou a prestar mais atenção nisso e passou a comprar lápis de cor e vários outros materiais de desenho pra mim”, relembra a jovem.

Giovanna não tem preferência definida de temas para desenhar, mas demonstra forte tendência para o realismo. Aliás, já domina a técnica muito bem, segundo a mãe Karina. “Sou meio suspeita pra falar, porque pai e mãe sempre ‘babam’ demais os filhos (risos), mas a bichinha desenha muito mesmo. E a gente faz tudo para incentivá-la, para que saiba que está no caminho certo”, disse a mãe.

Aperfeiçoamento

A estudante é autodidata, aprendeu muitas técnicas do desenho sozinha. “Na verdade, eu sempre gostei de desenhos, desde muito novinha, mas comecei a desenhar com mais frequência e usando técnicas aos 8 anos, assistindo vídeos no youtube. Este ano iniciei um curso de tatuagens, incentivada pelos meus pais. O curso aborda técnicas como luz, volume, sombra, profundidade, porque desenhar em si não é tão difícil”, compara.

Giovanna pretende seguir carreira artística e fazer novos cursos de aperfeiçoamento. Também não descarta a possibilidade de ser uma tatuadora. “Eu sei que meu futuro está ligado ao desenho, por isso tenho um sonho de estudar fora do país, quem sabe nos Estados Unidos, para adquirir conhecimentos e aprender novas técnicas”, afirma.

Redes sociais

Para conhecer o trabalho da desenhista Giovanna Flores, basta acessar e se inscrever no seu canal no Youtube (Giovanna Flores – https://youtu.be/mTATqNCKag8). Os desenhos da jovem também estão no seu Instagram @giovanna_flores_cunha

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1287 – 11/11/2021

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM