Pesquisar
Close this search box.

Lixo em terreno baldio tem incomodado moradores do Jardim Arvoredo

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Um terreno baldio localizado na esquina das ruas Albino Adelino Huttener com Joacir Leal Neves, no Jardim Arvoredo, que acabou virando um ‘lixão a céu aberto’, está incomodado moradores do bairro.

Segundo eles, de uns tempos pra cá o local tem ficado cheio de entulhos, caliças, móveis e até restos de alimentos.

“Já comunicamos a Prefeitura sobre a situação do terreno, a cada dia o lixo aumenta. Eles ficaram de dar uma solução. Pra ter uma ideia, eu moro na esquina de frente ao terreno, é triste ter essa visão matutina todos os dias. Essa semana eu vi que jogaram mais coisas lá, tem até peças de um armário, e pra piorar amarraram um cavalo, ele fica pastando e faz mais sujeira ainda, porque ninguém limpa suas fezes”, reclamou um dos moradores.

Sobre a reclamação dos moradores, a Prefeitura, por meio do Departamento de Fiscalização/SMUR, respondeu que não recebeu denúncia da situação, mas adiantou que uma equipe de fiscalização irá até o local verificar. O departamento orientou que sempre que se tratar de terreno particular, o proprietário é notificado a realizar a limpeza e o não cumprimento pode ocasionar em multa. Quando se trata de terreno público, entra na programação de limpeza da Prefeitura.

Como denunciar?

As denúncias sobre terrenos abandonados/sujos podem ser realizadas por meio do site da Prefeitura (www.araucaria.pr.gov.br). Basta digitar ‘denúncia’ na aba de pesquisa e selecionar a opção ‘Denúncia de Lotes Sem Manutenção’. O denunciante não precisa se identificar e não precisa informar quem é o proprietário do terreno. Mas é fundamental que na denúncia conste o endereço correto sobre o terreno com problema.

Há que se destacar que, além da coleta de orgânicos e de recicláveis, a Prefeitura de Araucária também oferece a coleta agendada e gratuita de materiais volumosos, como pneus, móveis, geladeiras e galhos. Basta solicitar o agendamento da coleta desses materiais à Secretaria de Meio Ambiente pelo (41)3614-7480.

“Dar o destino correto a diferentes materiais é importante para evitar que os resíduos acabem em áreas de proteção ambiental ou terrenos de terceiros. Além disso, convém lembrar que com a chegada de dias mais quentes e chuvosos, aumenta o risco da proliferação de mosquitos como o Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e Chikungunya”, alerta a SMUR.