Diante das inúmeras notícias divulgadas recentemente, sobre o recolhimento de um medicamento indicado para tratar hipertensão e insuficiência cardíaca, a população ficou cheia de dúvidas. A Sanofi Medley e o Laboratório Sandoz anunciaram o recolhimento voluntário e preventivo de todos os lotes de remédios com o princípio ativo Losartana como medida de precaução devido à presença de impurezas mutagênicas nos produtos.

O medicamento está sendo retirado de circulação para voltar ao mercado com o IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) ajustado. Em Araucária, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) afirma que a rede do município não fornece a Losartana dos laboratórios que estão sendo recolhidos. “A população e os profissionais de saúde podem ficar tranquilos em relação a isso. Porém, moradores da cidade que compram medicamento em farmácias privadas devem ficar atentos a respeito de qual laboratório é o remédio que estão consumindo”, destaca o secretário de Saúde, Adilson Suguiura.

Os medicamentos contendo losartana dos outros laboratórios podem ser adquiridos e administrados normalmente pela população, conforme prescrição médica. O Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Cebrim), do Conselho Federal de Farmácia (CFF), alerta que a interrupção abrupta do tratamento com produtos contendo losartana envolve riscos potenciais para os pacientes e somente pode ocorrer mediante supervisão e orientação cuidadosa do médico responsável pelo paciente. A Medley informou que quem tiver qualquer lote desses produtos poderá entrar em contato com o SAC da empresa pelo 0800-703-0014.

Foto- Carlos Poly/SMCS

Texto: Assessoria

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe