Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Delegada Juliana: atendimento especializado para mulheres
Delegada Juliana: atendimento especializado para mulheres

Agora qualquer mulher que for vítima de alguma agressão, quando for à delegacia poderá ficar mais à vontade, pois irá conversar com outra mulher. Desde o dia 10 de junho a Delegacia da Mulher e do Adolescente de Araucária tem uma delegada titular. Trata-se de Juliana Maciel Busato Dalacqua. Até então a unidade estava sob o comando do delegado João Marcelo Renk Chagas que acumulava o trabalho junto com a delegacia geral.

“Vamos ter muito mais celeridade quando se tratar de situações onde mulheres são vítimas. Por mais que eu me empenhasse, sou apenas um e nem sempre conseguia estar aqui para dar atenção na hora que as vítimas precisavam. Agora isso vai melhorar muito”, aposta o delegado João Marcelo. Segundo ele, o trabalho que envolve vítimas mulheres e adolescentes representa cerca de um terço de todo o trabalho da Polícia Civil de Araucária.

Jovem, mas com noção clara

Bacharel em direito e recém formada na Escola de Polícia, esta é a primeira delegacia que Juliana assume após passar no concurso. Embora ainda sem experiência na função de policial, a nova de­legada conhece bem os trâmites dos processos, pois trabalhou por quatro anos como assistente do Ministério Público em Curitiba. Como a quantidade de ocorrências na Delegacia da Mulher de Araucária é muito grande, Juliana assumiu e já tem muito trabalho pela frente. “Durante esta primeira semana já tivemos muitos atendimentos e também uma situação onde acompanhei uma dona de casa que estava sendo ameaçada pelo companheiro e não estava conseguindo retirar suas coisas da casa. Fomos até lá, com mais dois investigadores, e tudo se resolveu”, comenta Juliana.

Já estava na hora

A chegada da delegada para ocupar o cargo foi comemorada pelo presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Araucária (Conseg), Moacir Tuleski. “Sabemos que é um grave problema a questão da violência doméstica e estava fazendo muita falta uma delegada mulher em Arau­cária. Inclusive nós do Conseg já enviamos várias solicitações e ofícios para a Secretaria Estadual de Segurança e ficamos muito felizes com a vinda da delegada, em saber que o pedido da comunidade foi atendido”, diz Tuleski.

O delegado João Marcelo faz questão de ressaltar que, embora a Delegacia da Mulher tenha autonomia para tomar suas decisões e prender quem julgar necessário, ele e sua equipe estarão à disposição para dar o apoio que for necessário.

Juliana explica que a de­legacia é especializada em atender mulheres vítimas de violência doméstica, lesões, injúrias e etc. Também atende situações que envolvam adolescentes menores de dezoito anos. Tem um telefone específico para denúncias de agressão a mulheres que é o 180 e, para adolescentes em situação de risco o número é 100.

Serviço

A Delegacia da Mulher e do Adolescente fica na rua Ho­nestálio Guimarães, 106, jardim Porto Belo, bem na região central da cidade, pertinho da Delegacia Geral. O telefone é 3614-0500.

Texto: Carlos do Valle / FOTO: Carlos do Valle

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM