Mais uma derrota dificulta a situação do Grêmio na 52ª Taça Paraná | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:

egtfewr
Dizem que a “esperança é a última que morre”, então o Grêmio Liquigás precisa tor­cer para ela não morrer. Com duas derrotas em três jogos, o grupo esperava que o último fim de semana fosse de vitória e o colocasse mais perto da segunda fase da Taça Paraná. No entanto, o time terminou o jogo com o placar negativo de 1×0, o que colocou a equipe na última posição da chave B.

De acordo com o técnico Paulo Sérgio de Oliveira (Sapo), o jogo aconteceu no estádio do time Nacional, em Curitiba, onde os araucarienses começaram a partida com um futebol de qualidade. “Entramos em campo dominando o adversário com três chances de balançar a rede, só que não convertemos nenhuma”, conta. “Então, como no futebol ‘quem não faz, toma’, em uma jogada de escanteio acabamos sofrendo o gol do jogo”, lamenta.

O Grêmio ainda teve oportunidade de chegar ao empate, mas o grupo não estava em um de seus melhores dias. “Erramos gols que não se pode errar, então tere­mos que contar com a vitória contra o Fanático e também contra o Danúbio para continuarmos na competição”, adianta o treinador, que confia no potencial de seu time. “Eu sei que o grupo é bom e merece a classificação, mas agora ficou bem difícil”, desabafa.
pág 24_25 esporte.indd
Texto: Raquel Derevecki / FOTO: EVERSON SANTOS

Compartilhe esta notícia:


Aproveite, cadastre seu email para receber novidades!

,