Pesquisar
Close this search box.

Marista Lab: Dia da mentira: 5 dicas para identificar notícias falsas

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

O fenômeno da desinformação e das notícias falsas não é novo, mas certamente tem crescido com muita velocidade. O fato é mais preocupante entre os jovens, que apesar de ser a parcela mais conectada – com 71% dos usuários na internet – é também uma parte da sociedade que têm dificuldades em identificar notícias falsas das verdadeiras. De acordo com um estudo da Universidade Comenius, na Eslováquia, publicado no Frontiers in Psychology, 41% dos adolescentes entrevistados não conseguiram distinguir entre uma notícia de saúde verdadeira ou falsa.

Educação e informação são as principais ferramentas para driblar as fake news e a escola tem um papel fundamental nesse assunto. Para a coordenadora do Ensino Médio do Colégio Marista Sagrado Coração de Jesus, Rosangela Dambroski dos Santos, a alfabetização digital é tão importante quanto a alfabetização tradicional. “Saber navegar na internet com responsabilidade, identificando fontes confiáveis, não compartilhando artigos falsos nem propagando mensagens errôneas são habilidades essenciais para a cidadania atual. São habilidades que temos que praticar na escola e levar para toda a vida”, afirma. O tema é abordado no componente curricular chamado Conexão XXI, com as turmas do 8º Ano do Ensino Fundamental, com debates, análises e muita leitura.

Confira algumas dicas para identificar notícias falsas:

Verifique a fonte: sempre verifique a fonte da notícia. É uma organização de notícias confiável e respeitável? Se você nunca ouviu falar da fonte, pesquise para ver se é uma fonte confiável.
Leia além do título: os títulos podem ser enganosos e sensacionalistas. Leia o artigo inteiro para obter o contexto completo e os detalhes.

Verifique se há evidências de apoio: há alguma fonte citada ou links para evidências de apoio? Se não houver, seja cético. Palavras exageradas ou soluções mirabolantes também denunciam possível falsidade.
Procure por viés: o artigo é equilibrado ou parece ter um viés particular? Se parecer estar promovendo uma agenda específica, pode não ser confiável.

Verifique com outras fontes: verifique outros jornais e portais para ver se estão relatando a mesma informação. Se mais de um local estiver relatando a mesma notícia, é mais provável que seja verdade.