Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Todos os bairros de Araucária estão sofrendo com os rodízios da Sanepar, mas no jardim Monalisa, bairro Boqueirão, a situação tem sido ainda pior. Segundo moradores, enquanto nos rodízios os outros bairros ficam sem água por aproximadamente um dia e meio, no Monalisa há casas que ficam sem água por quase dois dias. Isso porque quando a Sanepar abre os registros, depois das 36 horas do corte, geralmente às 4 horas da madrugada, as residências localizadas na parte mais alta do bairro só começam a receber água após as 15 horas.

“Quando a situação começa a normalizar, já está perto do próximo corte. A situação está bem complicada, porque apesar de as casas terem caixas d’água, muitas vezes a família é um pouco maior e a capacidade das mesmas não é suficiente para garantir o abastecimento por dois dias. E também não é justo que uma parte do bairro tenha água e outra parte fique sem, tem que ser igual porque todos pagam suas contas da mesma forma”, disse o presidente da associação de moradores do jardim Monalisa, Maicon Sulivan. Ele comentou ainda que os moradores estão sempre ligando para a Sanepar, pedindo alguma solução. “Pra piorar, já tivemos situações em que cortaram a água antes do horário que estava no cronograma, prejudicando ainda mais essas pessoas”, acrescentou.

Sobre as reclamações dos consumidores, a Sanepar enviou uma equipe até o local, instalou uma espécie de medidor, onde foi constatado que algumas casas, de fato, estavam recebendo água bem mais tarde do que o horário previsto no aviso. Como solução, a empresa informou que irá modificar o processo de abertura dos registros, ou seja, nas casas localizadas na parte mais alta, os mesmos serão abertos quatro horas antes, para que a normalização ocorra no horário prometido. Lembrou ainda que o rodízio é igual para todos os bairros, e que todos ficam o mesmo tempo sem água.

Texto: Maurenn Bernardo

Foto: Everson Santos

Publicado na edição 1218 – 25/06/2020

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM