Os moradores de Araucária têm sentido falta de uma padronização nos táxis da cidade. Eles reclamam que muitos veículos não possuem adesivos, numerações ou outros sinais, e isso gera insegurança na hora de acionar o serviço.  Atualmente o Município conta com uma frota de 90 táxis regulamentados, distribuídos em 21 pontos, espalhados em lugares estratégicos da cidade. Segundo a Prefeitura, por lei vigente, o veículo de táxi deve ter número de registro nas portas e na traseira. Deve ainda constar a identificação de “TÁXI” nas portas.

Ainda conforme a Prefeitura, não há notificação prevista para os taxistas que utilizam a identificação antiga. No entanto, reforçou que está estudando a possibilidade de proibir que veículos tenham a identificação removível e lembrou que os táxis passam por vistoria a cada seis meses.

Outra característica a ser reparada pelo morador, segundo orienta a Prefeitura, é a placa vermelha, item que identifica veículos como táxis e lotações. Se o veículo estiver com situação irregular (sem número de registro na porta), é possível notificação e, em caso de não regularização, pode ocorrer a suspensão da concessão.

O morador ainda pode informar situações de irregularidade ao Departamento de Trânsito, pelo telefone/WhatsApp 3614-1742. Neste caso, é importante que se forneça o número da placa.

Dias contados

Sobre a situação, Ivando Melo Ribeiro, presidente da Associação Rádio Táxi Araucária, explica que a exigência da padronização para os taxistas é competência da Prefeitura. “A associação não tem poder para tomar as providências. Ainda temos carros circulando sem a plotagem, mas isso será por poucos dias”, comentou Ivando.

Foto – Emanoel dos Santos

Texto: Maurenn Bernardo

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp