Compartilhe esta notícia

Motoristas desobedecem sinalização no Cavalo Baio - notícias da Geral  - O Popular do Paraná
Basta ficar alguns minutos observando na esquina para flagrar motoristas fazendo a conversão proibida

A proibição de fazer a conversão à esquerda para quem vem pela avenida Archelau de Almeida Torres e quer entrar na Victor do Amaral, na região do Cavalo Baio, tem sido ignorada na cara dura por muitos motoristas. Nossa reportagem ficou apenas 20 minutos no local e flagrou 10 conversões irregulares. São manobras perigosas que, por pouco, não terminam em acidentes.

O problema é ainda mais grave quando se fala de segurança, pois esta imprudência acaba colocando em risco a vida de muitos pedestres que tentam atravessar a via. Os acidentes no cruzamento, segundo registros do setor de trânsito da Polícia Militar, aumentaram consideravelmente desde que a avenida Archelau mudou de sentido.

Procurado para falar sobre o problema, o secretário de Urbanismo, Elias Kasecker, disse que a secretaria vai melhorar a sinalização no local para conter os infratores. “Vamos colocar sinalização horizontal, pintar faixas no chão, porque talvez alguns motoristas não estejam conseguindo visualizar as placas que estão suspensa sobre a pista e dos lados”, disse o secretário em tom irônico. Outra medida citada por Elias é a permanência de agentes de trânsito no cruzamento. “O jeito é começar a multar, apesar de muitos reclamarem disso. O problema é que para muitas pessoas a ação da Prefeitura nunca vai contentá-las: se multarmos reclamam, se não multarmos, reclamam também”, comentou o secretário.

O secretário finalizou o assunto dizendo que liberar a conversão é algo impossível, pois seria necessário implantar mais uma fase no semáforo e isso acabaria prejudicando o fluxo de veículos, provocando mais congestionamentos. “Já temos registros de pequenos congestionamentos em horários de pico e se fizermos mudanças, a situação só vai piorar. O ideal mesmo é que os motoristas se disciplinem e passem a respeitar mais a sinalização de trânsito”.

Texto: Maurenn Bernardo / Foto: Everson Santos

Compartilhe esta notícia