Motoristas do TRIAR não recebem vale e entram em greve

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

greve-12
Os motoristas e cobradores da Viação Tindiquera não tiraram os ônibus do Triar da garagem nesta terça-feira, 27 de setembro, o que deixa a população sem parte do transporte coletivo hoje. As linhas metropolitanas funcionam normalmente.

Segundo o Sindicato dos Motoristas e Cobradores nas Empresas de Transportes de Passageiros de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), o indicativo de greve foi aprovado na sexta-feira passada (23), já que a Tindiquera não havia depositado o adiantamento salarial de cerca de seiscentos funcionários. O vale é pago normalmente no dia 20 de cada mês.

Ainda segundo Sindimoc, a Tindiquera afirmou que não pagou o vale dos funcionários porque não teria recebido o repasse da Companhia Municipal de Transporte Coletivo Araucária (CMTC).
greve-9
Em nota oficial, a Prefeitura de Araucária disse estranhar o fato de a Tindiquera não ter pagado o vale dos funcionários, já que todos os compromissos com a Viação Tindiquera estariam sido honrados. Ainda de acordo com a nota, em reunião realizada ontem (26), teria havido o compromisso da empresa de quitar o adiantamento salarial de seus trabalhadores. “Neste encontro ficou acordado que a empresa depositaria o valor do adiantamento e salário (vale) aos pouco mais de setenta funcionários que ainda não haviam recebido. O pagamento é feito todo dia 20 de cada mês. A diretoria da Viação Tindiquera assumiu o compromisso perante administração municipal e Sindimoc de depositar o valor até as 18h de ontem, para que os trabalhadores pudessem sacas seus adiantamentos já nesta manhã do dia 27”, escrevem.

Há pouco, a Secretaria Municipal de Comunicação Social (SMCS), informou que a Tindiquera emitiu uma nota fiscal de serviços prestados somente ontem após às 18h, o que impossibilitou que ela fosse quitada no mesmo dia. Isso só seria feito hoje.

Por sua vez, a Viação Tindiquera disse que, com o pagamento recebido nesta manhã, fará o pagamento do vale aos funcionários ainda hoje. O Sindimoc afirma que os funcionários só voltam ao trabalho quando o valor for creditado em suas contas.

Atualizado às 11:20

Leia a nota oficial da Viação Tindiquera sobre a greve deflagrada hoje.

Sobre a paralisação ocorrida nesta terça-feira (27) em Araucária, a Viação Tindiquera informa:

1 – Foi realizada ontem (26) uma reunião com representantes dos trabalhadores, da Companhia Municipal Transporte Coletivo de Araucária (CMTC) e da empresa. No fim da manhã, ficou acertado que a CMTC faria um repasse para a empresa. No entanto, embora tivesse toda a tarde para fazê-lo, somente às 16h58 (ver documento abaixo) a CMTC enviou ofício à empresa solicitando, antes do repasse, a emissão de notas fiscais para, após isso, realizar a transferência.

2 – A Viação Tindiquera só recebeu o repasse às 8h48 da manhã desta terça-feira (ver documento abaixo) e está providenciando o mais rápido possível a transferência do valor para a conta dos trabalhadores.

3 – Não houve, portanto, nenhum tipo de atraso por parte da Viação Tindiquera. Houve, sim, uma incapacidade da CMTC de realizar o repasse à empresa em tempo hábil, para que os trabalhadores recebessem o dinheiro ainda ontem. Aliás, a empresa ainda tem a nota fiscal da primeira dezena de agosto sem liquidação – isto é, existem repasses da CMTC atrasados há cerca de 50 dias.

4 – A tentativa de colocar os trabalhadores e a população contra a Viação Tindiquera não vai funcionar, pois os extratos provam que os recursos só chegaram nesta terça-feira à empresa.
1
2
Assessoria de Imprensa da Viação Tindiquera
Texto: Waldiclei Barboza / Fotos: Marco Charneski