Na madrugada de segunda-feira, 28 de março, a Polícia Militar registrou uma situação de estupro que teria ocorrido na Avenida Beira Rio, numa área conhecida como invasão da Favorita, no bairro Capela Velha. O mais impressionante é que o suposto abusador seria o ex-marido da vítima, com quem ela estaria convivendo na mesma casa, porém sem manter relações sexuais há mais de dois anos.

A mulher contou aos policiais que o ex-companheiro, em comum acordo com ela, tinha deixado a residência há cerca de 40 dias. Mas no sábado, dia 26, ele teria retornado, de mala e cuia, avisando que a casa era dele e que não sairia mais de lá. Nesta segunda-feira, antes de sair para o trabalho, a vítima disse que o ex teria entrado no seu quarto, tampado a sua boca e a forçado a manter relações sexuais. Após cometer o abuso, ele teria apanhado suas coisas e saído para trabalhar normalmente, como se nada tivesse acontecido. A mulher então decidiu ir até a sede da Companhia da PM, para pedir ajuda. A equipe a conduziu até a UPA, onde ela foi examinada e medicada, e na sequência seria encaminhada para o Hospital Evangélico, em Curitiba, para fazer exame mais específicos, devido aos abusos que sofreu. Os policiais orientaram a mulher, para que tão logo recebesse a alta hospitalar, procurasse a Delegacia de Polícia de Araucária para registrar o boletim de ocorrência.

Texto: Assessoria

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp