Pesquisar
Close this search box.

Mulher procura padrinhos que podem estar vivendo em Araucária

Claucia, ao lado dos seus pais, mostra a certidão de batismo
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Mulher procura padrinhos que podem estar vivendo em Araucária
Claucia, ao lado dos seus pais, mostra a certidão de batismo

 

Após ter perdido o contato com seus padrinhos de batismo durante muitos anos, Claucia Vitória Marques sonha em reencontrá-los. O problema é que depois de tanto tempo, a última notícia que teve é que o casal estaria morando em Araucária. Atualmente Claucia, 32 anos, mora em Londrina, é casada e tem três filhos. “Nasci em Ivaiporã, no Paraná, e meus pais escolheram pessoas maravilhosas para me batizar. Meus padrinhos, Juarez de Oliveira e sua esposa Cleuza da Silva de Oliveira, sempre foram muito presentes na minha infância, mesmo quando mudamos para Londrina, a distância não nos impedia de manter contato com eles, íamos visitá-los sempre em Lidianópolis e eles vinham em casa também. Meu padrinho administrava uma fazenda e o dono era de Londrina, se chamava seu Wilson. Ele sempre nos dava notícias do padrinho e da madrinha e de vez em quando íamos para a fazenda com ele. Com o passar do tempo fomos perdendo contato, não tivemos notícias de mais ninguém. Minha madrinha sempre teve a saúde muito frágil e fico preocupada em descobrir que eles já não estão mais vivos”, relata a mulher.

Recentemente, Claucia soube através de um amigo de Ivaiporã que eles teriam vindo morar em Araucária e que o filho mais velho deles, chamado Donizete, teria falecido. O casal teria tido outras duas filhas, Silvana e Paula. “Esse filho deles, pelo que fiquei sabendo, desde pequeno tinha um tumor na cabeça e não podia fazer cirurgia por conta de onde esse tumor estava localizado. Ele se casou e teve uma filha chamada Lorena. Tudo isso aconteceu em Lidianópolis. Eu já entrei em contato com jornais e a até fui na Prefeitura de Lidianópolis, mas não consegui nenhuma informação concreta. Fiz até uma busca de pessoas falecidas e não encontrei nada. Gostaria muito de reencontrá-los, ter notícias de todo mundo, ter a oportunidade de levar meus filhos para conhecê-los e permitir que meus pais também tenham a chance de rever os compadres deles, pois sempre se deram tão bem”, comentou.

Os nomes

Os pais de Claucia se chamam José Vitório Marques (apelido Zé Gato) e Ana Maria Isabel de Paula. Os padrinhos dela se chamam Juarez de Oliveira e sua esposa Cleuza da Silva de Oliveira.

Se alguém conhecer ou tiver notícias dos padrinhos de Claucia, os contatos dela são: (43) 3351-1405, (43) 98402-2221 ou (43) 98416-7963 (marido).

 

Foto: divulgação

 

Publicado na edição 1100 – 15/02/2018