fbpx
Narcóticos Anônimos de Araucária retoma reuniões presenciais às quartas-feiras, O Popular do Paraná
Sala onde acontecem as reuniões do NA Araucária. Foto: divulgação

A chegada da pandemia da Covid 19 foi um período desafiador para a irmandade Narcóticos Anônimos (NA). As reuniões presenciais tiveram que ser suspensas e precisando, mais do que nunca, dar auxílio aos seus adictos, os grupos se mobilizaram rapidamente e criaram reuniões virtuais para manter o elo de recuperação. Atualmente o quadro é menos preocupante, porque a grande maioria já retornou com suas reuniões presencias. Além disso, devido à dedicação dos membros, as reuniões virtuais foram mantidas para aqueles que ainda se sentem inseguros em sair de casa. Para manter as atividades mesmo no período mais crítico da pandemia, o NA realizou painéis de informação ao público, de forma virtual, além de lives com apoio de várias instituições e da mídia.

Também foram mantidos os serviços de hospitais e instituições, no formato virtual. Antes do isolamento o serviço voluntário prestado pelos membros da irmandade era realizado exclusivamente de forma presencial. Ainda assim, o NA se reinventou, criando painéis virtuais, nos quais conseguiu levar sua mensagem para os internos de centros de tratamento e comunidades terapêuticas.

Reuniões

Estima-se que os Narcóticos Anônimos façam cerca de 70 mil reuniões no mundo todo a cada semana. Antes da pandemia, a sociedade – gratuita e sem fins lucrativos – fazia no Brasil mais de 3 mil reuniões presenciais por mês. Com o início da Covid 19, esse número passou para 1.538 reuniões on-line por semana. No total, 6.152 reuniões on-line por mês, mostrando um crescimento de 105% no número de encontros.

Em Araucária, a Narcóticos Anônimos realiza suas reuniões no grupo ECO, situado na Rua Doutor Julio Szymanski 46, em frente aos Correios, todas as quartas-feiras, às 19h. O NA afirma que não possui registros numéricos das reuniões no Município, por isso não é possível estabelecer se houve um aumento no número de participantes, levando em conta a pandemia e o isolamento social obrigatório.

Esperança

Preservando o anonimato de seus membros, a irmandade tem devolvido esperança àqueles que perderam o controle de suas vidas com o uso de drogas, além de oferecer uma nova perspectiva de vida. Uma das chaves de sucesso do NA é o valor terapêutico da ajuda de um adicto a outro. Os membros partilham suas conquistas e desafios para superar a adicção ativa e viverem livres das drogas.

“Crescemos como indivíduos e também crescemos e amadurecemos como irmandade. À medida que aprendemos com nossa experiência, passamos esses conhecimentos adiante. Isso significa que cada geração de recém-chegados tem mais recursos disponíveis em NA do que a anterior. Com a gradual vacinação, estamos estudando a realização do nosso tradicional evento de fim de ano chamado Encompasso, que sempre conta com a participação de membros de todo o Brasil. Mantemos nosso espírito de recuperação e serviço para receber aquelas pessoas que ainda sofrem nas garras da adicção, na esperança de que também encontre o que nós encontramos”, relata o líder de mídia do Comitê Local de Serviço de NA.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1275 – 19/08/2021

VEJA TAMBÉM

Final de semana promete frio e geada

Quem gosta de um friozinho poderá aproveitar o final de semana do jeitinho que planeja. Nesta sexta-feira o dia amanhece com 3ºC e tem a

Compartilhe