Nicácio pede apoio da Prefeitura para fiscalizar obras de revitalização da Câmara | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:
Nicácio pede apoio da Prefeitura para fiscalizar obras de revitalização da Câmara
Hissam foi recebido na sala da Presidência da Câmara de Vereadores. Foto: divulgação

O presidente da Câmara de Vereadores, Celso Nicácio (PSD), recebeu na tarde desta quarta-feira, 3 de fevereiro, o prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania) para discutir a possibilidade de que os poderes Legislativo e Executivo firmem um termo de cooperação que permita que engenheiros e arquitetos do quadro de funcionários da Prefeitura sejam os responsáveis pela fiscalização da obra de revitalização da sede do Legislativo.

Além de Nicácio e Hissam, também participaram da conversa os vereadores Pedrinho da Gazeta (Cidadania), Ben Hur Custódio de Oliveira (Cidadania), Ricardo Teixeira (PSDB), Vagner Chefer (Podemos) e Vilson Cordeiro (PSL). O diretor geral e o diretor jurídico da Câmara, Cleber Soczek e Ivandro Negrello, respectivamente, também acompanharam a reunião.

Na oportunidade, Nicácio explicou a Hissam que a celebração da cooperação técnica evitará que a Câmara tenha que contratar uma empresa especializada em fiscalização de obras para acompanhar a execução da revitalização da sede do Poder Legislativo. “Se tivermos o apoio da Prefeitura nesta questão, já economizaremos algo em torno de R$ 300 mil em recursos públicos”, pontuou.

Essa cooperação é necessária porque, como se sabe, não existe no quadro de servidores efetivos da Câmara profissionais de engenharia e arquitetura para acompanhar execução de obras de edificação. Com isso, restam duas alternativas: pagar a uma empresa para ser a responsável pela fiscalização ou firmar essa cooperação com a Prefeitura, que possui em seu quadro de efetivos os profissionais necessários.

Após ouvir o pedido dos vereadores, Hissam afirmou que a Prefeitura dará sim o suporte necessário para execução da licitação, inclusive solicitará às secretarias de Planejamento e também de Obras Públicas que atualizem os projetos já prontos e que embasarão a contratação da empreiteira que fará a revitalização. “Vamos celebrar esse termo de cooperação, de modo a efetivar legalmente essa parceria. Acredito que será bom para ambos os lados porque os recursos que vêm para a Câmara, assim como os que ficam na Prefeitura saem de um único local, que é o imposto pago pelo morador de nossa cidade”, analisou.

Texto: Waldiclei Barboza

Publicado na edição 1247 – 04/02/2021

Compartilhe esta notícia: