Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

É o cara que não busca aprimoramento técnico, não estuda gestão pública, desconhece o que seja política pública, mas tem como propósito de vida conseguir um cargo na prefeitura. De preferência de chefia. De preferência de secretário. Passar em concurso público ele dificilmente conseguirá porque não estuda e não quer trabalhar de verdade, quer manter-se no estado ilusório de ostentação de luxo e riqueza que pensa que um salário de R$ 9.000,00 ou R$ 13.000,00 lhe dará. A figura enfadonha endivida-se logo de cara comprando ou trocando o carro por um carro melhor. Porque é claro que seu veículo precisa estar à altura de seu cargo. Seu conhecimento não.

Como consegue o cargo por puxar saco e não por competência profissional, não possui nenhum poder político. O todo poderoso já cumpriu com ele toda e qualquer obrigação dando o cargo, então não lhe deve mais nada. Assim sendo assim, a criatura não conseguirá montar uma equipe, nem realizar muitas ações relevantes. Por ter gastado mais tempo puxando saco que estudando, traz para a gestão pública as ideias brilhantes que teve em sua casa, sem qualquer conhecimento ou experiência se a ideia é realmente útil à população a quem serve. Normalmente não é. A população que deveria estar sendo assistida por profissionais competentes, ou vê algum direito seu cerceado ou dinheiro público escorrendo para o ralo. Muitas vezes, as duas coisas.

Têm aqueles que ainda chegam mais longe, se engajam em lutas com as quais não têm nenhum real compromisso, apenas por oportunismo, pra aparecerem e quem sabe conseguirem alguns votos em sua cartada final: uma candidatura a vereador. Esses fazem de um tudo. Tiram até fotos explorando a miséria alheia. Mas propostas de políticas públicas não conseguem formular nenhuma, porque possivelmente não saibam o que seja.

Tem ainda o puxa saco do puxa saco. Esse acha que as pessoas têm inveja da posição de “Morcegão” que alcançou. Vive a sombra de um ser humano medíocre, mas acredita que é criticado por inveja não pela incompetência ou por assassinar políticas públicas. Esse é bem perigoso porque pensa que sabe, aí já não aprende mais nada.

E como essa gente fala em inveja. Possuem um cargo com o qual não conseguem fazer nada. Quando fazem, quase sempre é vergonha. Qualquer quantia de dinheiro na mão de gente pobre de espírito, vira ostentação chinfrim e mais mediocridade. Quem – Senhor – vai ter inveja disso?!

Não é inveja, é pena. Pena em ver políticas públicas sendo destruí­das gestão após gestão. Pena em ver o dinheiro de quem já tem pouco sendo desperdiçado em salários daqueles que não merecem nada. Pena em ver profissionais competentes sendo geridos por gente mediana.

Infelizmente o que temos visto é a administração pública entregue a puxa sacos oportunistas, porque os egos dos gestores eleitos são maiores que seus compromissos com o bem das pessoas que os elegeram. Todos querem poder e dinheiro para supostamente serem melhores que os outros. Não compreendem que tamanha ousadia, administrar mal o que é de todos favorecendo gente medíocre, os torna apenas uma grande vaca mecânica, distribuindo tetas cheias de leite alheio.

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A versão da criadagem

Com a tendência nos tempos atuais de retirar direito dos trabalhadores, e a já conhecida

Gostem ou não gostem

Quando a prioridade das gestões for a criação de políticas públicas de qualidade, de longo

Precisamos cantar nossa aldeia

Todos os dias temos inúmeras ideias que nunca são colocadas em prática, exatamente porque transformar

A culpa é de quem?!

É sempre inevitável falar sobre política, porque ela permeia tudo que nos cerca, e hoje

Não existe almoço grátis

Com a moda dos “políticos empresários” que assola o país, temos ouvido falar muito em

Eu desisto

Aconteceu essa semana uma reunião sobre segurança, organizada pelos moradores do Jardim Iguaçu. Recebi o

E se eu fosse a prefeita?!

Ainda sobre o comentário que li outro dia, que afirmava que “quem não concorda com