Não faltou alegria e diversão na festa carnavalesca do CMEI Celia Bomfim Bialeski. Foto: divulgação

Uma das festas mais tradicionais do país não passou despercebida no CMEI Celia Bomfim Bialeski, no bairro Fazenda Velha, que comemorou a chegada do Carnaval. A festa aconteceu na tarde da última sexta-feira, 25 de fevereiro e os pequeninos se divertiram no pátio colorido, com muito confete e serpentina. Diretora, professores e funcionários também caíram na folia com os pequeninos.

“Este ano recebemos as crianças no retorno às aulas com uma decoração temática sobre o mar e animais marinhos. Também dentro do tema, as professoras desenvolveram atividades com as crianças em salas de aula e depois cada turma montou um bloquinho carnavalesco, sobre um animalzinho do mar. O Infantil III A era o bloco do siri, o Infantil IV A o bloco do polvo, o Infantil IV B o bloco do cavalo marinho e as turmas do Infantil IV C e D, que são de período parcial, com uma mesma professora nas turmas da manhã e da tarde, montaram juntas o bloquinho do tubarão”, explicou a diretora Claudia Jandira Jankowski.

Ela complementou que através de um trabalho pedagógico foi escolhida a música tema dos bloquinhos. Para poder identificar os grupos, as professoras de artes fizeram crachás com os desenhos de cada animal. “Com tudo organizado, era chegado o dia do nosso bailinho de Carnaval, e as crianças poderiam vir com suas fantasias. Explicamos às famílias que não precisava ser uma fantasia muito elaborada, não tinha necessidade de comprar na loja de festas, todos poderiam improvisar em casa mesmo, criando capinhas, laços ou adereços para usar na cabeça”, explicou.

Todo mundo fantasiado

A diretora também se preocupou com a equipe do CMEI e queria que todos se enfeitassem para o dia carnavalesco. Dessa forma, foi escolhida uma cor bem viva e alegre, um verde neon, e a direção comprou um tecido. “Tivemos a grande ideia de cortar um pedaço para cada funcionário, para que eles próprios criassem suas fantasias. Para padronizar, combinamos apenas que todos iriam de roupas pretas e usariam o tecido verde para fazer um adorno e foi muito legal ver que cada uma delas estava com um modelito diferenciado e muito bacana”, disse Claudia.

Com a equipe do CMEI e toda a criançada vestida a caráter, o bailinho aconteceu e foi super animado, ao som de músicas infantis e marchinhas de Carnaval, voltadas à faixa etária de 2 a 4 anos. “As crianças não se dispersaram nem um minuto, elas dançaram, pularam, brincaram com os confetes e as serpentinas e saíram contando para as mamães, o quanto haviam se divertido. Nosso evento foi um sucesso!”, comemorou a diretora.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1301 – 03/03/2022

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Pablo Rosales é campeão brasileiro de jiu jitsu

O araucariense Pablo Rosales, 15 anos, aluno do colégio metropolitana, se consagrou campeão no Campeonato Brasileiro de Jiu Jitsu, organizado pela Confederação Brasileira (CBJJ). O

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp