Na manhã de quinta-feira, 4 de agosto, a Polícia Civil de Araucária estourou uma rinha de galo que acontecia em uma residência, no Bairro Capela Velha. A operação aconteceu após a polícia receber denúncias, via 181, de ocorriam irregularidades naquele endereço. Com base nas denúncias, o delegado Tiago Wladyka pediu ao juiz mandados de busca e apreensão.
Com os mandados em mãos, a equipe da Delegacia foi até o local e encontrou 11 galos de briga, anabolizantes que eram dados para os animais, agrotóxicos, animais silvestres e uma arena, onde eram realizadas as brigas de galos.
Ademir Martins Rodrigues, de 54 anos, foi preso em flagrante. Ao ser preso, ele disse aos policiais que há anos faz rinha de galo por amor e que está pensando em ir morar no Paraguai, porque lá as brigas são permitidas e ele será feliz, sem ter a polícia e os vizinhos para incomodar. Ademir foi preso e encaminhado para cadeia pública de Araucária. Já os animais foram resgatados e entregues à Secretaria do Meio Ambiente de Araucária, que dará destino às aves.

Texto: Redação

VEJA TAMBÉM

Compartilhe