Pesquisar
Close this search box.

Polícia de Araucária pede ajuda para encontrar Nissan Frontier que atropelou e matou moça na PR-423

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

A jovem cujo corpo foi encontrado na tarde desta segunda-feira (11/12), em um matagal localizado às margens da PR-423, em Araucária, foi identificada como Camila Prestes Rodrigues, de 26 anos.

Segundo as primeiras investigações feitas pela Delegacia de Polícia de Araucária, Camila era moradora da Cidade Industrial de Curitiba (CIC) e tinha um histórico complicado com drogas, inclusive chegava a ficar vários dias fora de casa sem saberem seu paradeiro.

As primeiras suspeitas eram de que a moça teria sido atropelada por uma Nissan Frontier de cor preta, ano 2020/2021 e de que o motorista teria se evadido do local sem prestar socorro. Porém, no decorrer das investigações a polícia passou a levantar a suspeita de que nada justifica o fato de Camila estar andando sozinha na rodovia naquele horário tarde da noite (domingo de madrugada). “Há fortes indícios de que ela estaria no veículo, porque encontramos o retrovisor direito caído perto do corpo, supostamente após o motorista bater em um poste, inclusive foi o que nos levou a identificação do modelo e ano do carro. Estamos pedindo ajuda para localizar o veículo, então se alguém presenciar uma pessoa comprando um retrovisor direito desse modelo de caminhonete ou mesmo donos de oficina que recebam um veículo para fazer este reparo, pedimos que comuniquem a Delegacia de Araucária imediatamente, pelo fone 3641-6000”, solicita o delegado Erineu Portes.

Ainda de acordo o delegado, Camila foi encontrada com uma perna e um braço decepados, mas não há indícios de que tenham sido cortados. “Os membros parecem ter sido quebrados pela força de um impacto e isso também nos faz acreditar que a jovem poderia estar do lado do passageiro quando o veículo teria supostamente colidido. No mato encontramos ainda vestígios de que outro carro teria estado no local, nos levando a crer que o motorista da Frontier possa ter sido socorrido. De qualquer forma, o caso não está sendo investigado como um simples acidente de trânsito”, afirmou Dr Erineu.