Prefeitura orienta sobre cuidados no feriado de Finados diante da pandemia

Mesmo nos cemitérios, as recomendações para prevenção do Covid-19 estarão valendo. Foto: Carlos Poly
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Prefeitura orienta sobre cuidados no feriado de Finados diante da pandemia
Mesmo nos cemitérios, as recomendações para prevenção do Covid-19 estarão valendo. Foto: Carlos Poly

A Prefeitura de Araucária informa que não vai restringir o acesso dos moradores aos cemitérios Central e Jardim Independência, que estão sob sua gestão, durante o feriado de Finados, apesar do contexto da pandemia de Covid-19. Porém, ressalta que os cuidados de enfrentamento ao vírus devem ser mantidos, como o uso de máscara também nos cemitérios, o distanciamento entre as pessoas e higiene das mãos.

Como em outras situações de visita a locais públicos, há recomendação para que se evite levar idosos, crianças e outras pessoas com situações apontadas como de risco maior às complicações da Covid-19. Se esses públicos fizerem questão, a orientação é para que seja escolhido um período do dia 2 de novembro de menor movimento ou até mesmo um outro dia.

A Prefeitura também lembrou que Araucária terá um ‘feriadão’ neste ano. Na sexta-feira, 30 de outubro, é feriado municipal pelo dia da padroeira e na segunda, 2 de novembro, é feriado nacional de Finados. Os dois cemitérios estarão abertos das 8h às 17h nos dias 30, 31/10 e 01/11 e das 7h30 às 18 horas no dia 02/11. Dessa forma, há opções de dias e horários para as visitas e, assim, evitar aglomerações. A recomendação é que a visita ao cemitério seja breve, individual (ou em poucas pessoas da família) e sempre evitando o contato próximo com outras pessoas que estiverem no local.

Feira

Ao contrário de outros anos, este ano não haverá a tradicional Feira de Finados, que costuma ocorrer próximo aos cemitérios. Os serviços de ambulantes também não estão autorizados e haverá fiscalização. Outra diferença em relação a anos anteriores é que não está autorizada qualquer celebração religiosa nos cemitérios. As diferentes denominações religiosas podem realizar suas cerimônias em seus próprios templos/igrejas, seguindo os protocolos de cuidados já autorizados pelas autoridades de saúde e também fazer uso da internet para que mais pessoas possam acompanhar a celebração.

Texto: Maurenn Bernado

Publicado na edição 1224 – 15/10/2020