Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Durante toda esta sexta-feira, 11 de novembro, profissionais da educação lotados em escolas e centros municipais de educação infantil de Araucária realizam atos contra a chamada Proposta de Emenda à Constituição nº 55. Chamada também de PEC do Teto dos Gastos Públicos.

A adesão ao movimento, que acontece em todo o Brasil durante esta sexta-feira e que ganhou o nome de Dia Nacional de Greve, foi aprovada pelos profissionais da Educação em assembléia do Sindicato dos Professores (Sismmar),realizada na segunda-feira, 7.

Conforme a direção do Sismmar, em Araucária o movimento está dividido em dois momentos: internamente nas escolas e Cmeis, haverá conversas com as comunidades escolares acerca do impacto da PEC o Teto no dia a dia dos trabalhadores. Após essas conversas, acontecem atos nos terminais rodoviários da cidade com panfletagem junto aos usuários do transporte coletivo.

Ainda de acordo com o Sismmar, os atos não afetarão o atendimento às crianças que ficam nos Cmeis. Nestes locais a discussão acerca da PEC acontece apenas internamente, sendo que alguns representantes de cada posto de trabalho participam da parte externa do protesto, de modo a não prejudicar as famílias que utilizam os serviços dessas unidades.

Já nas escolas municipais, o trabalho de discussão sobre a PEC acontece das 7h30 às 9h30 e das 13h às 15h. Depois desse horário os alunos são dispensados e os profissionais se reúnem nos terminais para a panfletagem.

A partir das 18h30, representantes do Sismmar também participam da concentração na Praça 19 de Dezembro, em Curitiba, que reunirá todas as entidades que aderiram ao ato desta sexta-feira.

Protesto na Repar

Ainda como parte das ações do Dia Nacional de Greve, no início da manhã de hoje também houve um ato em frente à Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), convocado por petroleiros e petroquímicos. Em razão da manifestação, o trânsito na região ficou um pouco mais lento do que o normal.

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM