Pesquisar
Close this search box.

Projeto de incentivo à leitura movimenta estudantes do Colégio Estadual Ana Kava

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Um projeto criado para estimular a interação dos alunos com o mundo fascinante da leitura. Este é o “Práticas de Leitura e Escrita”, que está acontecendo desde março deste ano no Colégio Estadual do Campo Professora Ana Maria Vernick Kava, na localidade do Tietê, sob a coordenação da professora de Língua Portuguesa, Mari Teresinha de Moura Goedert. O projeto envolve alunos dos oitavos e nonos anos e acontece nas terças e sextas-feiras, conforme os horários correspondentes às aulas de Redação e Leitura, que compõem uma disciplina à parte na nova grade curricular.

De acordo com a professora, o projeto motiva os alunos à leitura, contribuindo para a formação de cidadãos críticos e participativos, fazendo com que eles adquiram competência para opinar e expressar suas ideias, obtendo melhor interação na sociedade. “O ato de ler tem grande importância e deve ser apresentado desde a infância. A leitura contribui na formação, no desenvolvimento de comportamentos e capacidades de perceber e assimilar o universo da escrita, melhorando seu conhecimento e superando as dificuldades na própria vida”, afirma.

A professora conta ainda que dentro do projeto existe o momento chamado Roda de Leitura, pelo qual os alunos aguardam ansiosos. “Na verdade, esse projeto começou a ser idealizado no ano passado, mas sua aplicação efetiva iniciou este ano. Em quatro meses já é perceptível o interesse que despertou entre os alunos e o gosto deles pela leitura. Nós trabalhamos o livro físico e também digital na plataforma Redação Paraná. Depois temos a produção textual dentro de estilos diferentes, por exemplo, se eles leem um conto, vão produzir um conto, ou uma resenha crítica sobre o livro, e assim por diante. Na sequência, os textos dos alunos são postados na plataforma. Esse planejamento acontece de forma trimestral e além da leitura do livro e da produção do texto, os alunos também fazem uma leitura compartilhada e a apresentação entre toda a turma. Agora estamos na etapa final do trimestre, alguns levarão o livro para casa e terminarão a leitura para fazer a apresentarão após as férias”, explica Mari.

A professora reforça ainda que além de despertar o prazer de ler e estimular o conhecimento cognitivo e criativo do aluno, o projeto possibilita a leitura e compreensão dos diversos gêneros de textos, promove estratégias para o desenvolvimento do vocabulário da língua escrita, favorecendo as formas ortográficas. “Possibilita ainda o acesso aos mais diversos tipos de leitura na escola, tornando prático o exercício de alfabetização e o letramento, mobiliza a inteligência e imaginação dos alunos através de processos lúdicos, estimula o desejo de novas leituras e produções orais e escritas, desenvolve o hábito e a apreciação pela leitura, proporciona aos alunos, através da leitura, a oportunidade de ampliar seus conhecimentos em relação a si próprios e sua vivência na sociedade, promovendo pensamentos críticos pessoais e culturais”, enumera.

Entre as técnicas abordadas estão a leitura silenciosa; leitura oral com ritmo e entonação; leitura de trava-línguas e parlendas; socialização dos textos lidos; identificação do uso dos sinais de pontuação na produção de sentidos; produção de textos escritos expressando opiniões, sentimentos e experiências; identificação dos temas dos textos; narrativa de histórias; exibição de vídeos educativos sobre o tema; rodas de conversa e produção de relato com ilustrações e exposição aos colegas.

Edição n. 1369