Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Na manhã desta segunda-feira, dia 9, um grupo de protetoras de animais de Araucária – Protetoras em Ação, participou de um encontro na Câmara Municipal de Vereadores. Elas foram recebidas pelo vereador, Leandro Andrade Preto no Plenarinho da Casa de Leis.
O objetivo da reunião foi falar sobre uma série de problemas e dificuldades no que se refere ao enfrentamento aos maus tratos e outras questões relativas aos animais abandonados de Araucária.Também participaram do encontro, representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), coordenação da Guarda Ambiental e veterinários.
Adriane Sekne, membro do grupo Protetoras em Ação explica que foi enviado um ofício ao gabinete do vereador no dia 6 de janeiro expondo a realidade dos animais em situação de risco e abandono e pedindo apoio do poder público na solução destas questões. “Uma das suas propostas durante a campanha era a luta pelos animais abandonados. Por isso, decidimos conversar com ele sobre esse assunto”, explica.
No ofício enviado ao gabinete do vereador, o grupo destacou que espera mais empenho e sensibilidade do poder público para a fiscalização e correta aplicação das leis em defesa dos direitos dos animais. “Enquanto houver leis que não sejam fiscalizadas e não houver conscientização da população que animais não são descartáveis, que ficam doentes, precisam de atenção e cuidados, essa realidade não vai mudar. Pelo contrário, tende a piorar”, disse.
Uma série de projetos e ações foram propostos durante a reunião como, por exemplo, guarda res­ponsável nas escolas, implantação do castramóvel, atendimento veterinário gratuito, cumprimento e maior fiscalização de leis de maus tratos já existentes no município, entre outros.
Conselho Municipal
Entre todos os temas debatidos, o mais importante, segundo o vereador Leandro e as protetoras é, a criação do Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (CMDPDA). “Já encaminhei esta indicação ao prefeito Hissam Dehaini, pois para que essa luta ganhe ainda mais força é fundamental a criação deste conselho. Precisamos dar autonomia para que haja fiscalização e punição, por meio de multas, para quem praticar ações contra os direitos dos animais. Nós abraçamos esta causa”, disse.

 

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM