Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
A partida foi bem equilibrada, e terminou com o placar de 1x1
A partida foi bem equilibrada, e terminou com o placar de 1×1

As equipes Nova União e União Condor se enfrentaram  em um jogo decisivo no domingão
As equipes Nova União e União Condor se enfrentaram
em um jogo decisivo no domingão

Com os classificados da Chave B definidos no último dia 25 de janeiro e uma das vagas da Chave A garantidas, faltava apenas um jogo para fechar o quadrangular final da Copa Tatuzinho 2015. Essa partida aconteceu no domingão, 1º de fevereiro, e agitou as torcidas do União Condor e do Nova União com um confronto disputadíssimo no campo do Seleto Futebol Clube, no Jardim Iguaçu.

De acordo com o organizador Fagundes, a partida aconteceu às 9h30 e não deixou a desejar. “Como os dois times ainda tinham chance, eles montaram muito bem suas equipes e fizeram de tudo para vencer”, conta. Por isso, o Condor aproveitou seus jogadores jovens e rápidos para atacar logo no começo e abrir o placar. “Já o União defendia mais do que atacava, e mesmo assim conseguiu empatar ainda no primeiro tempo”.

O problema, segundo Fagundes, foi que o placar não mexeu mais e, com apenas um ponto na classificação, foi o União Condor quem tirou o Madureira do 2º lugar, garantindo a vaga no quadrangular final. “Ninguém conseguiu a esperada vitória, mas como o Condor tinha 13 pontos, ele empatou com o Madureira e venceu no saldo de gols”, explica.

Assim, os times Chantilly e União Condor continuam na disputa, enquanto as demais equipes da Chave A terão que esperar a 2ª Copa Tatuzinho para tentar o tão sonhado caneco de campeão outra vez
Conforme a oganização, as semifinais do torneio estão marcadas para o próximo final de semana (8) a grande final acontece no dia 15 de fevereiro.

Os times

Segundo ele, o Chantilly é uma das equipes que marcou o torneio. “Eles começaram mal e levaram uma goleada logo no início, mas reorganizaram o time e surpreenderam a torcida ao terminarem a 1ª fase na liderança da chave sob o comando do Paulinho”, comenta.

Já no caso do Madureira, o que chamou a atenção da comissão organizadora foi a técnica do time. “A equipe foi renovada com a direção do Rincón e apresentou muita qualidade, tanto é que eles brigaram fortemente pelas finais, mas não tiveram sorte”, lamenta.

Segundo Fagundes, o mesmo aconteceu com o Nova União que, além de se portar bem em campo, ainda garantiu o Prêmio Disciplina da competição. “O torneio não terminou, mas eles já levaram essa premiação porque não tiveram nenhuma expulsão e evitaram confusões nos jogos”, parabeniza.

No caso do União Condor, o que chamou a atenção foi a agilidade da equipe ao comando do Mário Antunes e do Gauchinho. “O Condor veio com uma piazada nova entre 16 e 20 anos que, mesmo sem experiência, foi rápida e chegou às finais com mérito. Agora, o time promete levantar o troféu da Copa Tatuzinho e mostrar seu bom futebol na Segundona”.

Para completar, outra equipe que está de olho na Segunda Divisão é o Seleto Futebol Clube. “Ainda que fosse o anfitrião e estivesse em boas mãos, faltou entrosamento para os jogadores, mas agora as coisas vão melhorar”, promete Fagundes que, em nome do Tatu, do Itamar e do Zagallo, agradecem a todos os participantes do torneio pelo empenho nesses três meses.
07 esporte pb copy
Texto: Raquel Derevecki / Foto: Marco Charneski

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM