O réu Reinaldo Marques de Almeida foi julgado na quinta-feira da semana passada, 2 de agosto, e foi condenado pelo Conselho de Sentença pelo homicídio contra Wellington Soares e pela tentativa de homicídio contra Romildo José da Silva. Ambos os crimes aconteceram em 21 de junho de 2012, em uma sorveteria na avenida Archelau de Almeida Torres.

Conforme o boletim de ocorrência registrado na época, a Polícia Militar foi acionada porque Reinaldo estava no local atirando contra as pessoas na rua. Reinaldo entrou em luta corporal com Romildo, que estava tentando desarmá-lo. No entanto, a segunda vítima foi atingida no rosto, e, de acordo com a denúncia, o réu só não consumou o segundo homicídio porque os policiais chegaram a tempo.

Reinaldo foi então condenado a 13 anos, 8 meses e 16 dias de reclusão inicialmente em regime fechado. A juíza Debora Redmond decretou a prisão preventiva do condenado, “em atenção à garantia da ordem pública, aplicação da lei penal e, principalmente, para evitar a reiteração criminal”.

PRÓXIMO RÉU É ACUSADO DE FEMINICÍDIO

Amanhã, 9 de agosto, a partir das 9h, será réu Ediney Corcino Magalhães, acusado pela morte de Daniela Riba, em 15 de maio de 2011, em uma casa no jardim Manoel Bandeira.

O caso pode ser caracterizado como feminicídio, ou seja, aquele cometido contra mulheres pelo fato da vítima ser mulher.

Publicado na edição 1125 – 09/08/18

VEJA TAMBÉM

Compartilhe