Pesquisar
Close this search box.

Saiba como proteger seu animal e o ambiente contra carrapatos

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Na semana passada o Jornal O Popular divulgou uma reportagem sobre uma possível infestação de carrapatos em alguns bairros de Araucária. No momento em que a matéria foi postada nas redes sociais, muitas pessoas questionaram sobre a falta de informações de como podemos proteger nossos animais e o ambiente contra os carrapatos. Dessa forma, a reportagem do Popular conversou com a veterinária Ieda Ophis, que trouxe algumas orientações a respeito do assunto.

Segundo ela, o carrapato Rhipicephalus sanguineus, mais conhecido como “carrapato marrom” ou “carrapato vermelho”, é perigoso porque causa a babesiose e a erliquiose. Já o carrapato Estrela “Amblyomma cajennense”, transmite a febre maculosa não só em cães, mas também em animais de grande porte, aves, gambás coelhos e especialmente capivaras e também aos seres humanos. A transmissão geralmente ocorre quando o artrópode permanece aderido ao hospedeiro por um período de 4 a 6 horas.

“A boa notícia é que para proteger seu animal dessas doenças, existem vários produtos que você encontra em agropecuárias. A maioria desses medicamentos é de uso mensal, porém existem alguns que são de uso trimestral. Além disso, é importante sempre verificar o pelo do animal para ver se existem carrapatos, principalmente dentro das orelhas e na gengiva. Os carrapatos costumam ficar entre os dentes e a gengiva. Se acontecer de encontrar esses parasitas no seu animal, leve-o até um médico veterinário para fazer exames e descartar doenças, inclusive para fazer a retirada do carrapato”, orienta Ieda.

Ainda de acordo com a veterinária, em se tratando de ambientes, devemos ficar atentos em locais acima do chão, sem umidade e com baixa luminosidade como rodapés, batentes de porta, atrás de quadros e embaixo de estrados de camas. “Uma fêmea pode botar até três mil ovos e em um período de aproximadamente quatro semanas nasce o micuim, que é a larva de cada ovo, essa fase é conhecida como ‘vida livre’, e é onde vão para as pastagens, gramas, até a fase parasitária, quando já está nos animais”.

Se você deseja saber mais sobre os carrapatos, entre em contato com a Clínica Veterinária Ieda Maria Ohpis pelo fone (41) 99973-0959.

Edição n. 1354