Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Foto: Marco Charneski

O diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile, o diretor-presidente do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), Eduardo Alvim Letie, e diretor-presidente do Instituto Água e Terra (IAT), Everton da Costa Souza, assinaram nesta quarta-feira (22) convênio e cooperação técnica para a ampliação da rede de monitoramento hidrometeorológico do Estado do Paraná.

O objetivo é obter a medição de variáveis hidrometeorológicas, como a vazão natural dos rios e registro de chuvas, de todas as bacias consideradas fundamentais para a gestão hidrológica. Esses dados servirão para a antecipação e enfrentamento de eventos meteorológicos extremos.

Por meio do convênio, a Sanepar está instalando 32 estações de hidrometria que fornecem dados de vazão natural dos rios nos 204 pontos de captação de água e 138 pontos de lançamento de efluente de esgoto da Sanepar. As estações se somam às 12 já existentes do IAT. Além disso, serão feitos serviços de calibração e aferição de equipamentos utilizados no monitoramento.

As informações geradas são estratégicas para uso interno da Sanepar e estarão disponíveis também para o Instituto Água e Terra (IAT) e outros órgãos governamentais para a gestão dos recursos hídricos, revisão de enquadramento de rios, outorgas e fiscalização.

O diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile, destacou a importância da parceria entre os órgãos do Governo do Estado que fortalece o trabalho integrado de cuidados com os recursos hídricos. “Essas novas tecnologias aprimoram o planejamento de nossas ações e possibilitam que as decisões sejam mais precisas e coerentes com a realidade”, disse.

Segundo o presidente do IAT, Everton Souza, os dados disponibilizados darão mais segurança na validação dos processos de enquadramento de rios ou nos critérios de outorga. “Esse é um processo em evolução contínua. Teremos dados mais concretos à mão que servirão também para os comitês de gestão das bacias hidrográficas”, afirmou.

INFOHIDRO

Os dados gerados nas estações hidrométricas vão integrar o Sistema de Informações Hidrometeorológicas e Ambientais para a Gestão de Recursos Hídricos, chamado de Infohidro, que passou a ser utilizado pela Sanepar em meados de dezembro.

A plataforma foi desenvolvida em parceria com o Simepar, que criou modelos matemáticos a partir de informações hidrometeorológicas dos últimos 50 anos, disponíveis no banco de dados do Estado, permitindo comparabilidade com médias históricas, além de dados fornecidos pela Sanepar.

O Infohidro parametriza e seleciona informações que vão auxiliar a Companhia a entender melhor a dinâmica ambiental das bacias hidrográficas na gestão hídrica.

O presidente do Simepar, Eduardo Alvim, elogiou a iniciativa da Sanepar em avançar no uso de informações da natureza. “Essa ferramenta vai auxiliar na tomada de decisões da Sanepar com um olhar voltado para fora, além de servir para testar novas tecnologias de monitoramento e na produção de informações valiosas para a gestão das bacias hidrográficas”, disse.

Texto: Agência de Notícias do Paraná

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM