Foto: Programa de Pesquisa em Biodiversidade.

Todas as espécies de morcego são importantes transmissores da raiva, uma doença rara e mortal, transmitida para humanos pela saliva de animais infectados. Em Araucária, assim como em outras cidades, existe a incidência destes animais tanto na área rural como na urbana. Por este motivo, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) faz um importante alerta a toda a população para que não toquem nestes animais em hipótese alguma.

“O morcego vai morder para se defender e é justamente aí que está o perigo. Então pedimos para que, caso algum adentre a sua residência ou trabalho, mantenha a calma, abra portas e janelas para que ele saia por conta própria e afaste os animais domésticos. Se ele não sair tente cobri-lo com um balde ou uma bacia e ligue para a Vigilância em Saúde, para que possamos fazer a captura do animal”, destaca a bióloga Cheila Cristina Martins de Araújo. O telefone é o 3901-5281.

Caso o morador tenha manipulado um morcego ou tenha sido mordido pelo animal, a orientação é procurar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) imediatamente para início do protocolo antirrábico. Em caso de crianças, devem se dirigir ao PAI (Pronto Atendimento Infantil).

Não mate!

A SMSA pede também para que a população não mate os morcegos. “Eles são animais silvestres protegidos pela legislação. É importante destacar também que eles têm uma grande importância ecológica, tanto do controle populacional de insetos, quanto como polinizadores, dependendo da espécie”, destaca a bióloga.

Em Araucária, os animais estão presentes na área urbana, pois são morcegos insetívoros, ou seja, se alimentam de insetos. Onde tem lâmpadas costuma ter insetos e, por este motivo, a luz acaba atraindo esses animais que estão em busca de alimentos. E, além disso, no verão, os morcegos estão em período de reprodução, por isso, aumenta ainda a incidência.

A bióloga explica ainda que muitos encontram alimento e abrigo também em forros de casas e árvores. “Às vezes as pessoas não percebem, mas têm colônias de morcegos em casa, mas isso é bastante comum”, comenta.

Raiva

O morcego é um animal noturno. Porém quando está infectado com o vírus ele acaba mudando o comportamento, perdendo a noção de quando é dia ou noite. Muitas vezes não consegue voar e acaba caindo.

Os animais que são capturados pela Vigilância e não tiveram contato com humanos são soltos novamente na natureza. Já os que têm algum sintoma ou tiveram contato com animais e humanos são encaminhados para eutanásia e, posteriormente, enviados para laboratório com o objetivo de identificar se estavam infectados ou não. Neste ano já foram capturados 7 morcegos em Araucária, sendo que 4 foram enviados para o laboratório. Nenhum deles estava infectado com o vírus da raiva.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1302 – 10/03/2022

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Pablo Rosales é campeão brasileiro de jiu jitsu

O araucariense Pablo Rosales, 15 anos, aluno do colégio metropolitana, se consagrou campeão no Campeonato Brasileiro de Jiu Jitsu, organizado pela Confederação Brasileira (CBJJ). O

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp