Se você tem um cão, fique atento: deixá-lo solto na rua pode configurar maus-tratos

Foto: Divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

No dia 12 de fevereiro, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente atendeu a ocorrência de um cão com suposta fratura em mandíbula, que havia sido encontrado nas proximidades do Condomínio Residencial Hortênsias.

Em um primeiro momento, algumas pessoas, com dó do animal e achando que fosse comunitário, realizaram vaquinha para seu internamento e procedimento cirúrgico, no intuito de reparar a lesão. Porém, posteriormente, a secretaria recebeu a informação de que o cão teria um tutor.

Em conversa com a suposta proprietária, a SMMA disse que ela confirmou que o animal era seu. Na ocasião, foi lavrado Auto de Infração Ambiental por maus-tratos, porque a tutora permitiu que o animal tivesse acesso à rua, ficando exposto ao dano sofrido. Também foi emitida uma Notificação Ambiental para que a moradora não permita que a situação se repita. Veterinários fiscais do Departamento de Proteção Animal da SMMA estão acompanhando o caso.

Diante do ocorrido, o veterinário da SMMA, Gustavo Warich, orientou que o fato de permitir que o cão tenha acesso a via pública pode configurar infração de maus-tratos. “O animal pode ser atropelado, espancado, atacado por outro animal, enfim, diversos tipos de danos, bem como vir a agredir moradores e outros animais”, explicou.

O veterinário reforçou que denúncias de possíveis maus-tratos contra animais poderão ser realizadas no site da Prefeitura, através do araucaria.atende.net ou pessoalmente na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que fica dentro do Parque Cachoeira. Havendo dúvidas, o telefone do Departamento de Proteção Animal é o 3614-7483.

Compartilhar
PUBLICIDADE