SMOP executa recape asfáltico em várias ruas e moradores pedem serviço em outras vias

Além da Av. Manoel Ribas, SMOP também fará o recape asfáltico em outras vias da cidade e na estrada de Guajuvira. Foto: Marco Charneski
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
SMOP executa recape asfáltico em várias ruas e moradores pedem serviço em outras vias
Além da Av. Manoel Ribas, SMOP também fará o recape asfáltico em outras vias da cidade e na estrada de Guajuvira. Foto: Marco Charneski

O recape asfáltico que a Secretaria Municipal de Obras está executando em trechos da Avenida Manoel Ribas faz parte de um cronograma maior, que prevê serviços dessa natureza em outras ruas do Município. Ao todo, a Manoel Ribas receberá 700m de recape. Nessa fase também ocorre a manutenção do asfalto nas ruas Maranhão, Minas Gerais e Rua das Flores.

Na sequência será a vez da estrada que liga a BR-476 a área rural de Guajuvira (rua Euclides Gonçalves Ferreira), num total de quase 9km de extensão. Além das ruas mencionadas, a SMOP informou que outras vias estão na agenda para receberem revitalização nos próximos meses, assim como pavimentação completa.

A secretaria explicou ainda que se trata de um serviço de manutenção corretiva e preventiva da capa asfáltica de diversas ruas. Por isso, nem todas serão recapadas em sua extensão total e nem por trechos contínuos. Somente serão recapados os trechos com mais defeitos no pavimento. O prazo estimado para término desses serviços é até o final de março.

Asfalto

Uma rua que também já recebeu recape, em 2019, com equipe própria, foi a Aphonso João Perretto, no Jardim Jatobá. No entanto, a via foi alvo recente de críticas por conta da falta de manutenção. Segundo a SMOP, não há previsão nem projeto para nova pavimentação.

Outra rua que foi apontada como problema pelos moradores devido à falta de asfalto foi a Francisco Knopik, que fica perto da barragem do Passaúna. Sobre este pedido, a SMOP explicou que, nesse momento, não há estudos e projetos e nem previsão de pavimentação para essa via.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1296 – 27/01/2022