Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Sem as botoeiras, a travessia em algumas ruas é arriscada. Foto: Everson Santos

 

Para alívio dos pedestres, a Secretaria Municipal de Urbanismo (SMUR) informou que vai implantar semáforos com botoeiras em alguns cruzamentos do centro da cidade. A tendência é melhorar a segurança, uma vez que sem os equipamentos, os carros avançam em velocidade assim que o sinal abre, e muitas vezes as pessoas que já estão na faixa, não conseguem completar a travessia. A botoeira pode ser a solução, mas para isso, os pedestres precisam ter a consciência de saber utilizá-la, já que a mesma não é automática e é preciso apertar o botão para acionar a passagem.

A SMUR explicou que as botoeiras, que estão em processo de aquisição, serão implantadas em breve, nos cruzamentos com grande fluxo de veículos, a começar pela região central. “Inicialmente os cruzamentos da avenida Victor do Amaral com as ruas Manoel Ribas, Rodolfo Hasselmann e Heitor Alves Guimarães serão os primeiros a receberem as botoeiras, que terão um custo médio unitário de R$ 4 mil”, citou o secretário Reginaldo Cordeiro.

Ele ressalta que a Prefeitura pretende implantar novos modelos de botoeiras que já funcionam em cidades como Curitiba, que utilizam cartão magnético para idosos e portadores de necessidades especiais. “É uma tecnologia que aumenta o tempo de abertura dos semáforos para pedestres mediante o uso do cartão transporte de idoso e de pessoa com deficiência. O objetivo é reduzir o número de acidentes envolvendo esses grupos”, esclareceu.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1155 – 21/03/2019

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM