Compartilhe esta notícia

Sujeira em ferro velho estressa moradores - notícias da Geral  - O Popular do Paraná
As sucatas estão tomando conta da rua, e a PMA já toma providências

Faz algum tempo que os moradores do bairro Costeira estão insatisfeitos com um ferro velho localizado na avenida Archelau de Almeida Torres, esquina com a rua Curitiba, atrás do Condor novo. Cansados da situação, um dos denunciantes, que pediu anonimato, disse que o terreno onde as sucatas estão sendo jogadas foi invadido. “Estamos indignados com a situação do local, somos obrigados a conviver com isso e nenhuma providência é tomada. A fiscalização da Prefeitura nem sempre passa por aqui, a Vigilância então, nem se fala”, disse.

Também indignado com a situação, outro morador disse que eles não estão reclamando apenas da poluição visual e do mato, mas também do perigo de dengue. “Se a fiscalização não colocar um basta nisso, logo a rua toda será invadida pelas sucatas”.

Fiscalização

A Prefeitura explicou que nesta quarta-feira, 24 de agosto, a Secretaria de Meio Ambiente realizou vistoria no local acompanhada das secretarias municipais de Urbanismo, Finanças e Vigilância Sanitária. O responsável foi notificado a realizar a coleta, separação e destinação dos resíduos dispostos inadequadamente. Também foi notificado pelo Departamento de Trânsito para regularizar a situação do passeio em frente ao local, pois estava adentrando a área pública.

Quanto à existência de ve­getação, a Prefeitura informou que as áreas laterais utilizadas pelo ferro velho possuem características hidromórficas (solo que em condições naturais se encontra saturado por água ou excesso de umidade), isso porque o ferro velho atingiu uma Área de Preservação Permanente (APP). Ainda conforme a Prefeitura, é interessante para a natureza que seja feita a recomposição flores­tal natural do local e não é recomendado o corte dessa vegetação.

A Secretaria de Meio Ambiente se colocou à disposição para o recebimento de denúncias ambientais que possam ajudar a melhorar o Município, e agradece a participação popular.

Texto: Maurenn Bernardo / FOTO: EVERSON SANTOS

Compartilhe esta notícia
Fechar anúncio