Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Cintia e Alexandre são veterinários experientes, que comandam a Mikosz Vet. Foto: Marco Charneski

As terapias alternativas para pets estão sendo cada vez mais procuradas. São indicadas para o alívio de dores e desconfortos e até no comportamento dos animais, oferecendo maior qualidade de vida e alívio de sintomas. “As terapias alternativas auxiliam em praticamente todas as patologias, desde controle de dor a distúrbios digestivos e até displasia”, destaca a veterinária Cintia Mikosz, sócia-proprietária da Mikosz Vet. A clínica completou recentemente 13 anos de atendimento e além dos serviços que já ofertava, ampliou com as terapias de acupuntura, cromopuntura, reiki, dietoterapia chinesa e cone indiano.

E tem mais novidades. A Mikosz Vet, no seu espaço amplo de aproximadamente 400m² e capacidade para comportar cerca de 40 animais, de forma confortável e individual, irá crescer ainda mais quando inaugurar, em breve, o serviço de estética canina, com leva e traz. “A clínica contará com espaço super amplo e moderno e irá trabalhar com produtos diferenciados, para atender especificamente cada pelagem, incluindo os felinos, que serão muito bem-vindos, com uma linha especial para eles”, destaca o veterinário e sócio-proprietário Alexandre Mikosz.

Atendimento

Os donos de pets encontram na clínica veterinária uma infinidade de serviços, entre consultas, vacinas, cirurgias gerais e ortopédicas, odontologia, castração (cães, gatos, roedores, coelhos e outros) exames laboratoriais terceirizados com os profissionais mais renomados de cada área, raio-X, Ultrasom e patologista e oferece também parceria com um perito veterinário.

Além de cães e gatos, a Mikosz Vet atende animais não convencionais como cobras, aves, roedores, tartarugas e oferece suporte à reprodução em geral (inseminação artificial, espermograma, pré natal, cesariana). Hoje a clínica não dispõe de atendimento domiciliar, porém o serviço já está nos planos futuros. “Em breve teremos um profissional somente para atender este público e também a partir de janeiro de 2022, voltaremos a atender com internamentos 24h”, avisa Cintia.

Conheça mais sobre as terapias

Segundo a veterinária Cintia, a acupuntura é um método terapêutico chinês que se baseia na estimulação de determinados pontos do corpo, com uso de agulhas, a fim de restaurar e manter a saúde, visando restabelecer o equilíbrio do organismo do animal. “Não há dúvidas de que a acupuntura é uma das técnicas terapêuticas orientais mais conhecidas no Brasil. O que muita gente não sabe é que, desde 1995, ela não é considerada uma mera terapia alternativa, e sim uma reconhecida especialidade médica. E mais: seu uso não se restringe aos seres humanos. A acupuntura veterinária também oferece benefícios incríveis para os animais”, exemplifica.

Além da ausência de contraindicações e de efeitos colaterais, a médica veterinária lembra que estão entre os benefícios da acupuntura para cães a melhora do fluxo sanguíneo, estimulação do sistema imunológico, aumento da taxa de secreção de neurotransmissores e de neuro-hormônios, alívio da dor, recuperação motora, normalização das funções orgânicas, modulação da imunidade e das funções endócrinas, ativação de processos regenerativos e relaxamento. “A acupuntura é indicada em casos ortopédicos ou neurológicos desde o começo do tratamento, por exemplo, nos casos de displasia coxofemoral e de cotovelo, luxação de patela, artroses, hérnias de disco, problemas de coluna, estenose lombo-sacra e mielopatia degenerativa”, esclarece.

A acupuntura é indicada ainda para alívio de doenças neuromusculares, inclusive sequelas de cinomose (pode ajudar muito no controle de mioclonias e convulsões); câncer; controle de dores agudas e crônicas (em que se realiza a sessão de acupuntura até 24h antes da fisioterapia para facilitar o trabalho físico); controle de inflamação aguda e crônica (indicado como coadjuvante no tratamento de artrites e artroses); dermatite acral por lambedura; distúrbios respiratórios; distúrbios digestivos; epilepsia; incontinência urinária; paralisias e paresias de membros anteriores e posteriores; problemas comportamentais, como ansiedade de separação; problemas de coluna como hérnias de disco cervicais, torácicas e lombares (em que a recuperação neurálgica e o controle da dor são essenciais); vestibulopatias periféricas e centrais; dor neuropática e lesão de nervo periférico.

Ao contrário da cromoterapia, onde o paciente é banhado por inteiro com certos tipos de cores, na cromopuntura (ou colorpuntura) as cores são colocadas em pontos precisos, como as agulhas da acupuntura, mas sem furos. “A ideia é a mesma: regularizar os fluxos de energia através do corpo, para que isso reflita harmoniosamente no físico (afinal, os chineses sabiam há milênios que as doenças atingem primeiro o corpo energético e só depois aparecem no físico). Essa técnica é muito aceita no caso dos felinos que muitas vezes não aceitam as agulhas”, observa Cintia.

Outra terapia é o cone hindu ou chinês, um tratamento complementar à medicina ocidental e que pode auxiliar cães e gatos na remoção de excesso de cerúmen, no tratamento de otites, no alívio das vias respiratórias, em algias (dores), na redução do estresse, entre outros problemas.

Serviço

A clínica veterinária Mikosz Vet fica na rua Maria Karas 105, Centro. Telefones de contato: (41) 3642-8668 e (41) 99980-7750 (Cintia). A clínica também realiza atendimentos de emergência após o horário comercial, basta entrar em contato pelo celular.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1287 – 11/11/2021

VEJA TAMBÉM