Técnicos da Secretaria Municipal de Planejamento (SMPL) iniciaram nos últimos dias os estudos para elaboração de uma das maiores obras da história de Araucária: a nova sede da Prefeitura

Isso mesmo! O prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania) deu o aval para que o novo complexo que reunirá os setores administrativos de todas as secretarias municipais saia do papel. “Este será um projeto inovador, que dará nova vida ao centro da cidade e condições de trabalho para os servidores, além de estimular também setores da iniciativa privada nas áreas de gastronomia, esporte, lazer e entretenimento de uma maneira geral”, comentou o prefeito.

O projeto do novo Paço Municipal prevê que ele ocupe o imóvel que outrora era ocupado pelo Hospital São Vicente de Paulo, na rua Alfredo Parodi. Hoje, o prédio vem sendo utilizado por departamentos das secretarias de Saúde e Gestão de Pessoas, mas está subutilizado.

O complexo administrativo que será erguido ali deve ter cerca de 20 mil metros quadrados de área construída. Para se ter uma ideia, o atual paço municipal tem 6.800 metros quadrados. Os técnicos da Secretaria de Planejamento estudam agora se o projeto da nova Prefeitura será elaborado por meio de contratação de uma empresa específica ou se será desenvolvido pela própria pasta. “Hoje temos um corpo de profissionais capacitado para desenvolver esse projeto, porém estamos analisando outras questões internas com relação a nossa força de trabalho”, pontua o secretário de Planejamento, Samuel Almeida da Silva.

Conforme a Secretaria de Planejamento, a opção por edificar a nova Prefeitura no imóvel do antigo Hospital São Vicente permitirá a setorização organizada de todos as secretarias municipais. Isto porque o terreno ocupa uma quadra inteira. A ideia, inclusive, é que serviços como o Procon e a Agência do Trabalhador também fiquem nesse complexo administrativo.

O esboço inicial para a nova Prefeitura prevê ainda que todas as araucárias existentes no terreno sejam preservadas. A localização do terreno numa parte alta da cidade também possibilitará que o prédio ganhe uma imponência visual, além de garantir um novo marco visual do município, recuperando a centralidade daquela região.

Os técnicos da SMPL ainda ressaltam que o novo Paço Municipal terá como diferenciais a sustentabilidade, com o projeto primando pela economia de recursos como energia e gestão do uso da água. “Isto será feito por meio de soluções que economizem água e energia ou soluções que utilizem formas alternativas de geração de energia e reaproveitamento da água da chuva. Também vamos utilizar de vegetação na edificação, melhorando o conforto térmico dos usuários. Ainda vamos incluir diversos itens tecnológicos e de inovação como bicicletários com vestiários e pontos de recarga para carro elétrico”, explicou Lauri Lenz, arquiteto da Secretaria de Planejamento.

Dia e noite

Outra inovação que o prefeito Hissam pediu à Secretaria de Planejamento é que o novo Paço Municipal permita a utilização compartilhada do prédio com espaços de entretenimento, lazer e gastronomia, concedendo a iniciativa privada a exploração desses espaços e garantindo que o imóvel continue tendo vida mesmo após o término do expediente administrativo. “Nossa proposta é criar quatro grandes áreas no novo Paço: áreas públicas, alameda de serviços, áreas especiais e áreas corporativas”, explicou o secretário de Planejamento

As áreas públicas serão destinadas aos usos comerciais, sendo que esses novos espaços possibilitarão que a Prefeitura seja utilizada além do horário de funcionamento das secretarias. A concessão desses espaços públicos gerará recursos ao Município e a escolha dos concessionários será feita por licitação. É nesse espaço que ficarão, por exemplo, cafés, restaurante, academia, lojas, cinema, entre outros.

Já na alameda de serviços devem ficar concentrados espaços que poderão ser utilizados por bancos, agência dos Correios, biblioteca, entre outros. Por sua vez, no espaço classificado como área especial a proposta é a criação de um auditório para 250 pessoas para uso interno da Prefeitura, mas que também poderá ser alugado para empresas privadas. Nessa área especial ainda está incluída a criação de uma Praça Cívica. Ela incluirá todo o maciço vegetal existente, tornando o complexo um espaço para contemplação, permanência e passagem das pessoas.

Por fim, a área corporativa é aquela que contemplará todas as secretarias municipais, com exceção da Secretaria de Segurança Pública. Este espaço será equipado com núcleos de banheiros, copa, salas de reuniões distribuídas por todo espaço corporativo. Ainda na área corporativa, existirá enfermaria, sala multiuso, praças privativas e refeitório geral, tornando um espaço de convivência entre todos os servidores. A expectativa é que algo em torno de 2.000 servidores trabalhem no prédio diariamente.

A nova Prefeitura também

contará com estacionamento para 300 carros, além de terraços distribuídos pelos pavimentos, os quais permitirão aos usuários uma vista privilegiada da cidade. “Ainda não temos uma data para iniciarmos essa obra, mas sem dúvida estamos falando de uma revolução na forma como serão prestados os serviços públicos pelos nossos servidores. A forma arrojada como o prefeito Hissam vem administrando esta cidade está nos permitindo pensar na construção desse complexo administrativo. Os recursos para construção da nova Prefeitura estarão garantidos graças à austeridade no trato do dinheiro público que o prefeito aqui implantou”, pontuou o secretário de Governo, Genildo Carvalho.

Atual sede da Prefeitura foi inaugurada na década de 1980

Quando estiver pronta, a nova Prefeitura substituirá o Paço Municipal Ignácio Kampa, um prédio inaugurado em 7 de agosto de 1.987, quando o prefeito era Rogério Kampa.

O moderno prédio, erguido pela Construtora Thá, fez com que as principais secretarias municipais fossem transferidas do imóvel que ocupava na Praça da Matriz, que era uma espécie de marco zero da cidade. Com a transferência da sede do poder Executivo para a região do Cavalo Baio houve também um maior desenvolvimento desse trecho da cidade.

Texto: Waldiclei Barboza

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp