Transição: como se preparar para o Ensino Médio?

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Períodos de mudança e transição são sempre marcantes. Para os adolescentes, o começo do Ensino Médio marca um período importante, de mais disciplinas, atividades e muitas escolhas pessoais e profissionais.

Com tudo isso, se aproxima uma demanda maior por responsabilidades, o que torna o momento mais complexo. No entanto, encarar o novo faz parte da vida e vivenciar esse processo com tranquilidade é possível.

Como essa mudança não alcança apenas o estudante, mas toda a família, que também acompanha essa nova trajetória e tem papel importante no apoio emocional e logístico, já que pede novas organizações. “Ao sair do Ensino Fundamental e entrar no Ensino Médio, os estudantes marcam oficialmente o começo de uma nova fase, focada na escolha profissional, definição de projetos de vida e outras características marcantes para toda sua vida. É um período que pode gerar dúvidas e ansiedade, mas que com o apoio da família e da escola, acontece com maior tranquilidade”, orienta a coordenadora de Ensino Médio do Colégio Marista Sagrado Coração de Jesus, Rosangela Dambroski dos Santos.

Comunicação é a chave

Nesse período, ouvir e ter tempo de qualidade com os filhos é parte crucial. O diálogo é parte importante de toda relação, mas com a chegada da adolescência, pode ser algo mais desafiador para pais e filhos, mas não deve ser deixada de lado.

Confira 4 dicas para apoiar os jovens na entrada do Ensino Médio:

Tempo de qualidade: investir em tempo para estar junto em programas divertidos, como um passeio no parque, um filme que toda a família goste ou cozinhar juntos. Esses momentos são importantes para construir laços de confiança.

Valorize o autoconhecimento: atividades de autoconhecimento, como a meditação, promovem o reconhecimento de potencialidades e capacidades. Isso ajuda a enfrentar os desafios da transição com mais confiança.

Reflita sobre o projeto de vida: essa fase de transição é uma oportunidade para pensar no projeto de vida, ou seja, o que o adolescente gosta de fazer, descobrir novas capacidades e desenvolver as que já possui.

Organize o tempo: com mais disciplinas e maior carga horária, é importante se organizar. Por isso, um calendário de estudos pode ser interessante, afinal, ajuda a gerenciar o tempo e não perder nenhum conteúdo.

Compartilhar
PUBLICIDADE