Um mês após celebrar 18 anos juntos, homem mata esposa a facadas no Capela Velha | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:

Araucária registrou no final da noite deste sábado, 20 de fevereiro, mais um triste caso de feminicídio. No interior de uma residência na rua Flamingo, bairro Capela Velha, Agueda do Rocio Mendes Soares, 36 anos, foi morta a golpes de facas pelo marido, Josenei Ratier de Andrade, 39 anos.

De acordo com informações da Polícia Militar, Josenei chegou em casa bêbado e teria agredido a um dos filhos do casal, de apenas 5 anos. Agueda então chamou a atenção do companheiro e uma discussão se iniciou. Após alguns minutos ele teria apanhado uma faca e desferiu dois golpes contra a companheira.

Após esfaquear a esposa, Josenei fugiu a pé da cena do crime. Outro filho do casal que também estava na residência tentou socorrer a mãe e pediu ajuda aos vizinhos. Um deles, vendo que Agueda estava desacordada e perdendo muito sangues, a colocou em seu carro e foi em direção ao Hospital Municipal de Araucária (HMA) em busca de atendimento. No trajeto até o HMA, na altura da rua Gabriel Campanholo, eles se depararam com a viatura do SIATE que estava indo atender a ocorrência. Os socorristas do Corpo de Bombeiros ainda tentaram estabilizar a vítima ali mesmo, mas sem sucesso. O SAMU também chegou ao local para auxiliar, porém os ferimentos causados pelas facadas eram incompatíveis com a vida e ela acabou morrendo dentro da viatura.

Com o óbito constatado, o SIATE encaminhou o corpo de Agueda até o necrotério do Hospital Municipal de Araucária (HMA), de onde posteriormente foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), em Curitiba.

Logo após a confirmação da morte de Agueda vários amigos postaram mensagens de solidariedade à família nas redes sociais. Em algumas delas, inclusive, lembraram de uma postagem de Josenei, feita há um mês. Nela, ele celebrava o aniversário de 18 anos de relacionamento de ambos e fazia juras de amor. Um mês após, ele a matou.

Até o fechamento desta matéria, Josenei permanecia foragido.

Viatura do SIATE ainda chegou a prestar socorro à Agueda, mas ela não resistiu. Seu corpo foi encaminhado ao necrotério do HMA (Foto: Marco Charneski/ Jornal O Popular PR)

Compartilhe esta notícia: