Pesquisar
Close this search box.

Unidades de saúde de Araucária já estão aplicando a nova vacina contra a covid-19

Imagem de destaque - Unidades de saúde de Araucária já estão aplicando a nova vacina contra a covid-19
Foto: Divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Chegaram essa semana nas Unidades Básica de Saúde (UBS) de Araucária, as doses de vacinas monovalentes com cepas atualizadas contra a covid-19, inclusive nas unidades rurais. Essa versão da vacina é chamada de monovalente, pois contém apenas uma versão do vírus causador da doença: a XBB, uma sub variante da Ômicron.

No Brasil, a nova dose será ofertada no Programa Nacional de Imunizações (PNI) para pessoas a partir de seis meses a menores de cinco anos e para os grupos prioritários com maior risco de desenvolver formas graves da doença.

Para as crianças de seis meses a menores de cinco anos, não vacinadas anteriormente, o esquema recomendado é de duas doses da vacina monovalente XBB com intervalo de 4 semanas entre a primeira e a segunda dose.

Para as crianças de seis meses a menores de cinco anos, com calendário de vacinas completo, é recomendado uma dose de reforço intervalo mínimo de 3 meses da última dose.

Para os grupos prioritários, independentemente do número de doses prévias recebidas, é recomendado doses de reforço semestral ou anual com a vacina XBB, com intervalo mínimo de 3 meses da última dose de qualquer vacina contra a covid-19.

Os grupos prioritários, com indicação semestral são: os indivíduos com 60 anos ou mais, pessoas imunocomprometidas, gestantes e puérperas, é recomendado 2 doses de reforço com a vacina XBB, intervalo de 6 meses entre as doses.

Os grupos prioritários com indicação anual são:

  • Pessoas que vivem ou trabalham em instituições de longa permanência
  • Indígenas
  • Ribeirinhos
  • Quilombolas
  • Trabalhadores da saúde
  • Pessoas com deficiência permanente ou comorbidades
  • Pessoas privadas de liberdade com 18 anos ou mais
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade
  • Adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas e população em situação de rua