Voluntários se mobilizam para ajudar família carente a reconstruir casa | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:
A família vive em situação precária e a solidariedade das pessoas poderá tirá-la dessa condição. Foto: divulgação

Sensibilizados com a comovente história de uma família carente do jardim São Francisco, empresários e comerciantes de Araucária decidiram se unir e organizar uma campanha solidária para arrecadar materiais de construção, móveis, materiais de limpeza e higiene pessoal, alimentos e outros itens de necessidade.

O casal trabalha na coleta de materiais recicláveis e tem filhos. A casa onde vivem é precária, com problemas na estrutura, ameaçando cair. O número de voluntários ainda é pequeno, por isso o grupo convida mais pessoas a se engajarem na causa, mesmo porque, o foco vai além da arrecadação, já que eles pretendem se organizar em um mutirão e reconstruir a casa da família.

Tudo começou com uma cartinha

A história da família da dona Lurdes se tornou conhecida quando faltavam poucos dias para o Natal de 2020, mais precisamente no dia 15 de dezembro. Sua filha Natasha, de 11 anos, escreveu uma cartinha para o Papai Noel e a colocou em uma caixinha de Correio. A carta foi parar nas mãos de uma das voluntárias. “Ela contou na cartinha que seu sonho era ganhar uma boneca bebê Reborn e caso não pudéssemos realizar aquele que era o seu maior sonho, que ao menos levássemos uma cesta básica para a sua mãe. Confesso que aquela cartinha me sensibilizou muito. Tive a certeza de que deveria fazer algo para ajudá-las, de alguma forma. Conversei com algumas pessoas da minha família e decidimos realizar o sonho da Natasha, cada um contribuiu com um pouco e compramos uma linda bebê Reborn. No dia 24 de dezembro fui até o endereço que ela deixou na cartinha e levei a tão sonhada boneca. Levei também uma cesta de alimentos e alguns brinquedos para as crianças que moram no mesmo terreno”, relembra a voluntária.

Ela disse que quando chegou foi convidada a entrar na humilde casa e pode perceber que até aquele momento, a família não tinha nada para colocar na mesa na noite de Natal. “Aquilo me levou a refletir no quanto temos sido ingratos, pois temos tudo que precisamos, mas mesmo assim reclamamos e queremos sempre mais. Então conversei um pouco com a dona Lurdes, e ela disse que eles estavam passando por muitas dificuldades. Ao entrar na casa, também percebi que o assoalho balançava muito, não dava para se escorar nas paredes, que também estavam com as tábuas podres. O telhado era torto e prestes a cair, principalmente o da varanda”, disse.

Para piorar a situação, a voluntária contou que tem uma árvore enorme, bem próximo ao telhado, o que causa muito medo na família. “A mãe disse que eles ficam apavorados quando há chuva com vento. Perguntei se havia procurado a Prefeitura para solicitar o corte e ela disse que sim, mas que foi informada que deveria fazê-lo por conta própria, pois se trata de um pinus. Uma situação muito triste mesmo! E foi diante dessa história triste que resolvi pedir ajuda para outros amigos, para que pudéssemos abençoar a vida daquela família. Tenho certeza que o pouco que fizermos, será de grande valia para eles”, pontuou a voluntária.

Serviço

Aqueles que desejam ajudar a família do jardim São Francisco, poderão doar móveis, colchões, materiais de higiene e limpeza e alimentos. As doações na loja Naturagua, na rua Paraíba, 91, no jardim Iguaçu., de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h30. Mais informações pelo fone 3642-1719.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1246 – 28/01/2021

Compartilhe esta notícia:


Aproveite, cadastre seu email para receber novidades!

, , , , ,