Alunos de três escolas municipais retornam às aulas em prédios novos

Foto: Carlos Poly
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Alunos de três escolas municipais retornam às aulas em prédios novos
Foto: Carlos Poly

A volta às aulas presenciais dos 5º anos da rede municipal de ensino aconteceu na última terça-feira, 24 de agosto, e teve um clima todo especial para os estudantes de três escolas. Isso porque as unidades agora tem novas e modernas estruturas prontas há meses, apenas aguardando os estudantes retornarem. Nas escolas Pedro Biscaia, no Campina da Barra, e Professor Ambrósio lantas, localizada na Capela Velha, a construção moderna substituiu a estrutura antiga.  Já na escola Professor Arlindo Milton Druszcz, no Jardim Arvoredo, trata-se de uma nova unidade em uma região em que não havia escola. O retorno seguro segue um protocolo de cuidados necessários para esse momento e tem sido aguardado por estudantes e pais. 

No caso da escola Arlindo Milton Druszcz, esta semana marca, não uma retomada, mas o início de um trabalho presencial. A obra foi concluída em março de 2020, logo no início do período de pandemia, e, até agora, não havia ocorrido aula presencial na nova unidade, que conta com duas turmas de 5º ano. “As crianças estavam empolgadas para vir. As mães contaram que algumas crianças nem dormiam de ansiedade. As turmas que não retornaram [de outros anos] também estão nos perguntando sobre as aulas presenciais”, explicou a diretora Simone Nunes Gonçalves. 

E tem estudante animado: “Está bem legal. A gente ficou muito tempo fora da aula [presencial] e longe dos amigos”, avaliou Nicolas Ferreira de Abreu, de 10 anos. Ele também mostrou-se feliz com a nova escola: “É tudo novo. Vida nova”, acrescentou destacando ter gostado dos desenhos no chão do pátio aberto e também da quadra coberta; sem contar o elogio à equipe da escola que o acolheu bem. 

Quem também está contente com o retorno das atividades presenciais é Yasmin Vitória Dalagnol, de 11 anos. “É bem melhor estudar na escola que em casa”, resumiu a estudante. Yasmin conta que gostou muito da estrutura da escola nova e, em especial, do Laboratório de Ciências. A estudante revelou que, antes, caminhava cerca de 1 hora para chegar à escola mais próxima. Outras crianças da região eram transportadas pela Prefeitura para uma escola a cerca de 5km de onde moram para poderem estudar. “Essa escola é um presente. É tudo novo. Nunca teve isso pra gente. Acredito que os pais estão até mais ansiosos que os filhos [risos]. A escola é essencial para eles [crianças]”, comentou Izabel do Couto, mãe de um aluno do 3º ano e presidente do Conselho Escolar da Arlindo Druszcz.

PRESENCIAL

Ao longo de quase um ano e meio, os profissionais têm se desdobrado para garantir o direito à educação dessas crianças do Jardim Arvoredo. Mas, de acordo com a diretora Simone, os profissionais da Arlindo Druszcz estão empolgados com o novo momento e já avaliaram o quanto é mais eficaz poder trabalhar com os estudantes, em grupos menores, dentro do que prevê o modelo híbrido e, dessa forma, poderem superar as dificuldades de aprendizado geradas pela pandemia. 

Os cuidados com a saúde de todos têm sido constante. A temperatura dos estudantes é verificada e anotada diariamente para que a escola tenha o controle de todo o histórico de atendimento. Dentro da linha de prevenção, os estudantes receberam um kit de uso individual fornecido pela Secretaria Municipal de Educação com máscaras (para troca ao longo do período), álcool gel, sabonete líquido e garrafinha de água. 

SEQUÊNCIA

A escola Pedro Biscaia teve início das atividades no novo prédio em janeiro 2020 e a escola Ambrósio lantas em março de 2021. Mas também só nesta semana os alunos (do 5º ano) puderam participar de aula nessas unidades. Nos últimos quatro 4 anos, a Prefeitura construiu 17 novas estruturas da educação (entre escolas e CMEIs), além realizar ampliações e reformas para melhor atender os mais de 12 mil estudantes do ensino fundamental e mais de 6 mil crianças na educação infantil da rede municipal.

Texto: PMA e Redação