Um assaltante de 30 anos foi rendido e agredido por um grupo de motoboys neste domingo, 7 de novembro, na rua Tiriva, bairro Capela Velha. O chamado chegou à Central da Polícia Militar, dando conta de que um indivíduo teria efetuado um roubo à mão armada, em uma lanchonete, usando um simulacro e teria sido contido por um grupo de pessoas.

Ao chegar ao local, a equipe se deparou com um homem caído no chão, com a cabeça e face ensangüentadas e ao seu lado estava um simulacro de pistola. O Siate foi acionado, prestou os primeiros atendimentos e conduziu o suspeito, sob escolta da PM, ao Hospital do Trabalhador, em Curitiba, devido à gravidade dos ferimentos e ao risco iminente de morte.

A proprietária da lanchonete contou à polícia que o individuo entrou no seu estabelecimento se passando por cliente, fazendo perguntas sobre os lanches, e quando o motobooy saiu para fazer uma entrega, o suspeito deu voz de roubo, segurando a pistola (simulacro) que estava na cintura. Ele roubou o celular do motoboy e a quantia de R$ 42,00.

Ao sair da lanchonete, o suspeito deu de cara com o marido da proprietária, que também recebeu voz de roubo. Porém este percebeu que o meliante portava um simulacro, conseguiu imobilizá-lo e derrubá-lo no chão.

Mas a história não parou por aí. Ao tomarem conhecimento do fato, outros motoboys que estavam nas proximidades, foram até a lanchonete e fizeram justiça com as próprias mãos, agredindo o suspeito. O marido da dona da lanchonete disse que tentou impedi-los, para que não matassem o homem, mas como eram muitos, ele não conseguiu. Em seguida o grupo saiu do local, antes mesmo da chegada da PM.

Os comerciantes disseram não reconhecer os agressores e a polícia também não conseguiu identificar nenhum deles, pois no local ninguém apresentava ferimentos oriundos de luta corporal ou manchas de sangue nas vestes.

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp