Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Um assaltante de 30 anos foi rendido e agredido por um grupo de motoboys neste domingo, 7 de novembro, na rua Tiriva, bairro Capela Velha. O chamado chegou à Central da Polícia Militar, dando conta de que um indivíduo teria efetuado um roubo à mão armada, em uma lanchonete, usando um simulacro e teria sido contido por um grupo de pessoas.

Ao chegar ao local, a equipe se deparou com um homem caído no chão, com a cabeça e face ensangüentadas e ao seu lado estava um simulacro de pistola. O Siate foi acionado, prestou os primeiros atendimentos e conduziu o suspeito, sob escolta da PM, ao Hospital do Trabalhador, em Curitiba, devido à gravidade dos ferimentos e ao risco iminente de morte.

A proprietária da lanchonete contou à polícia que o individuo entrou no seu estabelecimento se passando por cliente, fazendo perguntas sobre os lanches, e quando o motobooy saiu para fazer uma entrega, o suspeito deu voz de roubo, segurando a pistola (simulacro) que estava na cintura. Ele roubou o celular do motoboy e a quantia de R$ 42,00.

Ao sair da lanchonete, o suspeito deu de cara com o marido da proprietária, que também recebeu voz de roubo. Porém este percebeu que o meliante portava um simulacro, conseguiu imobilizá-lo e derrubá-lo no chão.

Mas a história não parou por aí. Ao tomarem conhecimento do fato, outros motoboys que estavam nas proximidades, foram até a lanchonete e fizeram justiça com as próprias mãos, agredindo o suspeito. O marido da dona da lanchonete disse que tentou impedi-los, para que não matassem o homem, mas como eram muitos, ele não conseguiu. Em seguida o grupo saiu do local, antes mesmo da chegada da PM.

Os comerciantes disseram não reconhecer os agressores e a polícia também não conseguiu identificar nenhum deles, pois no local ninguém apresentava ferimentos oriundos de luta corporal ou manchas de sangue nas vestes.

VEJA TAMBÉM