Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Foto: divulgação

 

A araucariense Cida Rolim participa na noite desta quarta-feira, 12 de dezembro, da oficina de teatro “A Boca da Linguagem”, que acontece na Biblioteca Pública do Paraná, a partir das 18h30. Cida vai estrear o solo “Plantas para Depois”, resultado de uma pesquisa que ela vem realizando há quatro anos, sobre a vida e obra de Hilda Hilst. Com dramaturgia de Thiago Dominini, o solo apresenta uma mulher que traduz seus sentimentos acerca de um mundo muito particular, passeando pela vida como trajetória para uma finitude decisiva. Entre Hilda Hilst e Cida Rolim, o trabalho se desmancha no palco.

“Desenvolvi esse projeto e procurei o curso da Biblioteca Pública do Paraná chamado Descubra sua Licença Poética, do Thiago Dominoni, um ator e dramaturgo cuja formação através da grande Denise Stokloz difunde hoje uma metodologia baseada no teatro físico. Com ele fui desenvolvendo uma poética que, inspirada no material que eu levantava sobre Hilda, foi instrumentalizando. O Thiago criou um texto para mim, que acabou resultando nesse solo que vou estrear hoje”, comenta Cida.

Ela conta que o solo está sendo apresentado em sua primeira concepção, mas o trabalho terá continuidade, pois pretende inscrevê-lo em uma lei de incentivo e mostrá-lo país afora.

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM