Prova reuniu 19 arqueiros e todos eles deram um show de habilidades no arco e flecha. Foto: divulgação

No domingo, 26 de setembro, o CT Cordilheira, em Araucária, ocorreu mais uma etapa do Campeonato Arauquëras 2021 de Arco e Flecha. Desta vez os arqueiros tinham uma única oportunidade de acertar os alvos, ou seja, poderia disparar um único tiro em cada alvo. Este tipo de competição faz parte da trilogia Bowhunter, que é um conjunto de provas que compõem o circuito Brasileiro da Field Brasil, as outras duas modalidades são a Prova 3D Standard (2 flechas obrigatórias em cada alvo) e a prova Animal Round (até 3 flechas, sendo que a primeira no alvo é a que conta).

Participaram da prova 19 arqueiros, em sua maioria do Paraná e Santa Catarina. O destaque ficou com a disputa acirrada na categoria Arco Tradicional, que é um tipo de arco sem recursos tecnológicos e que exige do arqueiro muita técnica, além de instinto apurado, uma vez que as distâncias para os alvos são desconhecidas.

Ranking nacional

Competem pela liderança do ranking nacional os arqueiros Eutímio Deusdiante, de Araucária e Sérgio Kroetz, de Campo Largo. “Desta vez o Tímio se deu melhor, mas a liderança ainda é do Sérgio. Dias 10, 11 e 12 de outubro eles estarão novamente competindo em Campo Largo para sequência da saga. A decisão final, ao que tudo indica, será em Araucária, na prova a ser realizada no dia 14 de novembro, no CT Cordilheira”, explicou Marcos Riter.

Tina Riter, que já finalizou o circuito e tem tudo para conquistar o título de Arqueira do Ano na categoria VMTR, também participou, mas tirou o pé, pois no final de semana anterior havia batido mais um recorde brasileiro em São Paulo, na cidade de Mogi das Cruzes. Na oportunidade ela registrou a marca de 255 pontos, superando em 7 pontos a sua marca anterior que era de 248.

Texto: Maurenn Bernardo e assessoria

Publicado na edição 1281 – 30/09/2021

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp