Foto: divulgação PMA

 

Imagine reunir lideranças das principais indústrias de Araucária, empresários, comerciantes, representantes do agronegócio e de entidades de classe, lideranças comunitárias, além do poder público (Câmara Municipal e Prefeitura), para planejar as diretrizes para o desenvolvimento do município pensando no ano de 2040. Foi o que ocorreu na última semana (de 16 a 18 de abril) dentro de uma ação do programa “Avançaraucária”. O encontro também resultou em um pacto para desenvolver um espaço de inovação para empresas no município.

Para manter o foco exclusivamente neste objetivo, os cerca de 70 participantes foram convidados para um processo de imersão, conforme metodologia definida pelo do Sebrae, instituição facilitadora desse trabalho que vem sendo realizado em Araucária. Com a oficina de Planejamento Estratégico, os participantes tiveram a oportunidade de diálogo e debateram sobre os pontos que podem impulsionar o desenvolvimento do município de Araucária.

Há meses, a Prefeitura de Araucária, a Câmara Municipal, a Associação Comercial (Aciaa) e a Associação da Empresas da Cidade industrial (Aeciar) vem se reunindo para um grande projeto para o desenvolvimento do município. O trabalho de mobilização de empresários incluiu mais de 70 entrevistas individuais com lideranças de diversos segmentos da sociedade local. O nome, slogan e logo do trabalho que vem sendo realizado no município (“Avançaraucária”) foram definidos a partir de um concurso cultural com alunos do 5º ano de escolas públicas e privadas do município. A apresentação da logomarca oficial ocorreu durante o evento.

Pensar o desenvolvimento do município para as próximas décadas é ir além do planejamento de gestões de governo. Para a organização do evento, este encontro com segmentos tão diversos foi uma oportunidade histórica para um grande projeto que vem sendo construído por um grande número de pessoas que querem ver Araucária mais desenvolvida, mais sustentável e com melhores oportunidades de negócio e de geração de renda.

Texto: PMA

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

A ética dos propagadores de fake news

O título desta crônica é provocativo, pois vivemos num tempo onde cada um é induzido a acreditar na sua fake news de preferência através da

Casa Bem Acabada

Iéste negócio da gente se meter a rabequista das véis dando o maior dos problema!! Sobrinha Roseli se achegando com cara cheia de felicidade contanto

Compartilhe