Compartilhe esta notícia

Familiares de pacientes internados na UTI do Hospital Municipal de Araucária – HMA estão sendo vítimas de um golpe que vem sendo aplicado por estelionatários. O golpe não é novo e centenas de pessoas com familiares internados em hospitais de outros estados, já foram vítimas.

O golpista liga para os familiares de pacientes internados na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do HMA, dizendo ser médico, falando que eles precisam pagar por um exame de tomografia que precisa ser realizado urgentemente e que não tem cobertura pelo SUS. Depois ele dá o número de uma conta bancária para que os valores sejam depositados. Em Araucária, dezenas de famílias já teriam sido vítimas do golpe e segundo o setor de boletins de ocorrência da Delegacia de Polícia, duas teriam registrado o fato.

Uma das famílias chegou a depositar R$ 1,5 mil na conta indicada pelo farsante. Outra chegou a juntar com o dinheiro com demais pessoas da família, mas foi impedida pelo irmão de depositar, porque este desconfiou do golpe e ligou ara o HMA. “Fiquei cabreiro e quando vi minha irmã apavorada tentando arrecadar o dinheiro pra salvar a vida da nossa mãe, decidi confirmar o pedido com o HMA e veio a confirmação: eles não tinham solicitado nada e era mesmo um golpe. Por pouco não caímos”, comentou o homem, que preferiu não revelar o nome.

A vítima que efetuou o depósito de 1,5 mil, disse que quando os golpistas ligaram nem desconfiou, pois sua principal preocupação era salvar a vida do pai, que está internado na UTI, correndo risco de morte. “É um golpe muito bem articulado, pois eles pegam no ponto fraco da família, uma vez que todos os pacientes da UTI estão em estado crítico e a família está abalada”, comentou.

Investigações

A Delegacia de Polícia informou que vai instaurar uma investigação para saber se existe algum funcionário ou outra pessoa que possa estar tendo acesso às informações sobre os pacientes da UTI do HMA ou ainda a possibilidade de o sistema estar sendo hackeado, mas adiantou que será difícil chegar aos golpistas, uma vez que as ligações acontecem de diferentes telefones, que podem ser, inclusive, de outros estados.

Já o HMA, na tentativa de coibir esta ação criminosa e evitar que outras pessoas caiam no golpe, iniciou uma ação de informação e orientação às famílias dos pacientes internados, esclarecendo que o hospital não realiza esse tipo de cobrança e que, qualquer situação nesse sentido, deve ser imediatamente comunicada à institução para que sejam tomadas as devidas providências. As pessoas que foram lesadas financeiramente por meio deste golpe também devem procurar a Delegacia para registrar um boletim de ocorrência. Em casos de dúvida, procure sempre o hospital.

Compartilhe esta notícia
Fechar anúncio