Homem que matou a esposa a facadas no Capela velha é condenado a mais de 20 anos de prisão

Foto: Divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri de Araucária condenou na última quinta-feira, 1º de fevereiro, Josenei Ratier de Andrade, a 23 anos e 6 meses de prisão, por ter matado a facadas a própria esposa Agueda do Rocio Mendes Soares. O crime aconteceu no dia 20 de fevereiro de 2021, no bairro Capela Velha.

Josinei, que permaneceu preso durante todo o transcurso do processo, vai cumprir a pena em regime fechado.

Conforme a sentença proferida pela Juíza da Vara Criminal de Araucária, Marina Lorena Pasqualotto, Josinei cometeu os crimes de lesão corporal contra o próprio filho, na época com 5 anos, e feminicídio triplamente qualificado contra a própria companheira. Por ser este último considerado hediondo, lhe foi negado o direito de recorrer em liberdade.

Josinei também foi condenado a 1 ano e 4 meses de detenção pelo crime de lesão corporal no âmbito de violência doméstica e perdeu o poder familiar contra o filho.

Relembre o crime

No dia 20 de fevereiro de 2021, no interior de uma residência localizada na rua Flamingo, bairro Capela Velha, Agueda do Rocio Mendes Soares, na época com 36 anos, foi morta a golpes de facas pelo marido Josenei Ratier de Andrade, de 39 anos.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, Josenei chegou em casa bêbado e teria agredido um dos filhos do casal, de apenas 5 anos. Agueda então chamou a atenção do companheiro e os dois começaram a discutir. Após alguns minutos, ele pegou uma faca e desferiu dois golpes contra a companheira.

Após esfaqueá-la, Josenei fugiu da cena do crime a pé. Outro filho do casal que também estava na residência tentou socorrer a mãe e pediu ajuda aos vizinhos. Um deles, vendo que Agueda estava desacordada e perdendo muito sangue, a colocou em seu carro e saiu em direção ao Hospital Municipal de Araucária. No trajeto, próximo à rua Gabriel Campanholo, se encontraram com a viatura do SIATE que se dirigia à casa do casal para atender a ocorrência.

Os socorristas tentaram estabilizar a vítima ali mesmo, mas sem sucesso. O SAMU também chegou ao local para auxiliar, porém, os ferimentos causados pelas facadas eram incompatíveis com a vida e Águeda morreu dentro da viatura.

O crime chocou a comunidade, principalmente porque um mês antes, o casal celebrava o aniversário de 18 anos de relacionamento pelas redes sociais, e ambos faziam juras de amor.

Compartilhar
PUBLICIDADE