Idalina de Oliveira, princesa do Miss EVA, perde a batalha para o câncer de mama

Imagem de destaque - Idalina de Oliveira, princesa do Miss EVA, perde a batalha para o câncer de mama
Foto: Divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

“Uma mulher guerreira, forte e única! Mesmo com todas as dores, você lutou! Nunca desanimou e sempre estava com sorriso no rosto para nos alegrar”! É assim que familiares e amigos descrevem Idalina de Oliveira, 39 anos, que faleceu nesta segunda-feira, 17 de junho, após perder a batalha contra um câncer de mama. Ela estava internada no Hospital Erasto Gaertner desde a semana passada e não resistiu às complicações da doença.

Em 2018, Idalina participou da 1ª edição do concurso Miss EVA, promovido pela ONG EVA para valorizar as mulheres portadoras de câncer, e foi eleita 2ª Princesa. Em outubro de 2018, com apenas 33 anos, ela também foi uma das entrevistadas pelo Jornal O Popular, na reportagem “Mulheres contam experiências vividas após receber o diagnóstico”. Na época, Idalina era a mais nova do grupo, e contou que havia descoberto um nódulo no seio há 3 anos, quando estava grávida. O médico inicialmente explicou que o inchaço da mama era devido à gestação. Porém depois de cerca de um ano e meio, quando desmamou seu bebê, o seio novamente inchou e, desta vez, ficou maior do que na ocasião anterior. Ela então fez vários exames que confirmaram o câncer na mama e iniciou o tratamento.

De lá para cá, foram 7 anos de lutas incansáveis, mas ela sempre se mostrou confiante. A morte de Idalina deixou todos consternados e foram várias as mensagens de pesar publicadas por familiares e amigos. Uma delas foi da presidente da ONG EVA, Adri Ribeiro. “Nestas horas de dor, muitas vezes não achamos palavras para traduzir o que estamos sentindo. É tanta dor que parece que vai rasgar o peito. Em 2018, na 1ª edição do MISS EVA você apareceu e foi e sempre será a minha princesa. A morte é uma certeza, mas continua nos surpreendendo quando chega sem aviso e leva uma pessoa tão querida e amada como você, minha amiga. Estamos de luto e sabemos que seu lugar nunca será preenchido. Descanse do lado de Deus, nosso amor por você é eterno”.

“E só nos restou esse sorriso que nos alegrava e dizia que tudo ia ficar bem…Só ficaram lembranças boas de momentos que vivemos juntas. Descanse, minha amiga. Sua missão você cumpriu aqui na terra”, disse outra amiga.

O velório de Idalina de Oliveira está acontecendo na capela do Cemitério Central de Araucária e o sepultamento está previsto para esta terça-feira (18), às 14h, no Cemitério Independência.